CONTENÇÃO DE TALUDES

 

OS EFEITOS DA CHUVA NAS ENCOSTAS

2

 

Efeito da chuva nas Encostas e Taludes

ATENÇÃO! SITE EM CONSTRUÇÃO.

TALUDE: Entende-se como TALUDE qualquer terreno inclinado. V

O talude é formado pela superfície, que chamamos de ENCOSTA e pelo corpo do talude que é a parte de dentro por onde corre a água do lençol freático.

Veja mais detalhes em

Taludes naturais sofrem o fenômeno da Erosão pela chuva e os taludes artificiais sofrem o fenômeno do Alívio de Tensões

Muitos são os efeitos possíveis da chuva quando ela cai sobre uma encosta, talude ou barranco e a ocorrência de um ou outro efeito vai depender de algumas características não só da chuva mas principalmente das características do tipo de revestimento da superfície do talude, da existência de obras de drenagem e de características geológicas do solo.

Veja, os efeitos de maior ocorrência.

1 - A CONDENSAÇÃO DAS NUVENS PRODUZ A CHUVA:

A chuva é um fenômeno natural, incontrolável, isto é, o homem não sabe como controlar. O homem não consegue "fazer chover" e não consegue também "parar de chover". Pode sim controlar os efeitos (as consequências) da chuva.

Nem sempre, ter nuvens significa que vai chover ou que pode chover. No Nordeste do Brasil, por exemplo, não chove mas tem muitas nuvens.

 

Ver mais detalhes em

A crescente urbanização das cidades, sem a preocupação com a preservação das matas naturais, afeta o regime das chuvas. Cidades como São Paulo que tinha como característica a formação de chuvas finas por situar-se dentro da Mata Atlância, entre a Serra da Cantareira e a Serra do Mar e por isso era chamada de SÃO PAULO DA GAROA, quando matou a mata passou a ter um regime de chuvas torrenciais (chuva que cai tudo de uma só vez) chuva conhecida como Chuva de Verão

Ruas arborizadas diminuem a formação de Térmicas Ascendentes. Veja um bom exemplo:

Locais públicos como estacionamento de supermercados, cobertura de shopping centers e até cemitérios deveriam ser densamente arborizados. Veja outro bom exemplo:

Avenidas sem árvores deveriam "ser proibidas". Veja um péssimo exemplo:

 

2 - UMA PARTE DA CHUVA CORRE PELA SUPERFÍCIE - É A ENXURRADA:

 A água que corre pela superfície precisa ser contida para não causar danos às pessoas e ao patrimônio das pessoas -

Não é inteligente deixar a água da chuva correr pela superfície da rua e calçada. Dependendo do volume de água, a sua força pode arrastar crianças e pessoas idosas.

Existe um componente muito importante da Drenagem Urbana que tem a função de "sumir" com a água, levando-a para galerias subterrâneas. Chama-se Boca de Lobo e deve ser instalada a distância tal uma da outra de forma que a chuva não consiga formar uma enxurrada. As normas estabelecem a distância máxima de 60 metros uma da outra. Nos pontos críticos onde o entupimento da Boca de Lobo pode causar prejuízos de monta, é conveniente a instalação de duas, três ou até mais bocas de lobo. Veja mais detalhes sobre Boca de Lobo em

As Bocas de Lobo servem também para recolher a terra, a poeira e pequenos lixos como embalagens, latas de refrigerantes e garrafas. Porisso, as Bocas de Lobo têm este nome e sua abertura deve ter ao mínimo 8,5 centímetros para que latas e garrafas de refrigente e cerveja possam ser transportadas pela água para dentro da Galeria.

As Bocas de Lobo são conectadas a GALERIAS que são componetes onde pessoas, máquinas e caminhões podem entrar para remover os sedimentos sólidos como terra e areia que são transportados pela água da chuva. Dependendo da localização da rua, as galerias de coleta e transporte de águas pluviais podem ter dimensões gigantescas pois são dimensionadas para comportar toda a água que cai na região em Períodos de Recorrência consideráveis.

Em resumo, veja duas fotos ilustrativas onde, por meio de montagem fotográfica, procura-se mostrar uma rua SEM Galeria de Drenagem e a mesma rua COM Galeria.

RUA SEM DRENAGEM URBANA:
RUA COM DRENAGEM URBANA:

3 - A ENXURRADA ERODE O TERRENO - É A VOÇOROCA:

 A superfície do terreno precisa ser protegida contra a erosão -

Regiões urbanizadas são, às vezes, desprovidas de melhoramentos urbanos, até por esquecimento, ruas não tem Drenagem Urbana nem recebem pavimentação no Leito Carroçável, dificultando a liberdade de ir e vir em dias de chuva.

Também as margens de córregos não recebem a proteção superficial necessária para evitar o desbarrancamento e a erosão:

 

4 - OUTRA PARTE INFILTRA E CORRE POR DENTRO DO TERRENO - É O LENÇOL FREÁTICO:

Enquanto uma parte da água da chuva corre pela superfície, outra vai penetrar no solo e correr por dentro da terra, formando o Lençol Freático. Muitas cidades buscam a água para o abastecimento público nesses lençois. Em algumas situações, a infiltração no terreno não é desejável pois causam problemas no talude e há também casos de erros de construção onde componentes importantes como os Drenos são esquecidos. Veja o que acontece com a água que penetra no terreno -

4.1 - A Infiltração Natural.

Árvores necessitam de água:

4.2 - A Infiltração que não é desejada.

Nas regiões urbanizadas, as águas do subsolo causam danos às obras como estradas e propriedades privadas.

As vias de tráfego de veículos sofrem com "crateras" que surgem no meio do asfalto, principalmente em dias de chuva:

Componentes da Drenagem Urbana como a Cortina de Drenagem interrompem o fluxo da água subterrânea, desvia-a para Galerias de Drenagem. Isso evita a formação de crateras no asfalto e também a queda de Muros de Arrimo:

4.3 - A Infiltração que causa problemas por falha de execução de obra.

Algumas vezes, serviços de instalação de rede de água na rua pode ser mal executada e o recapeamento do leito carroçável pode apresentar problemas depois de um certo tempo. Veja mais detalhes em

Há também casos em que a pavimentação foi bem feita, inclusive empregando elementos permeáveis para permitir a infiltração da água da chuva no solo MAS esqueceram de colocar o Tapete Drenante por baixo dos blocos de concreto.

A falta do Tapete Drenante ocasionou a penetração da água da chuva nas camadas profundas do talude, amolecendo a terra que cedeu ao perder a Coesão pela saturação.

Veja a especificação técnica determinada pelo Ministério dos Transportes através do seu Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes:

5 - A SATURAÇÃO DO TERRENO PRODUZ ESCORREGAMENTO LENTO, QUASE IMPERCEPTÍVEL:

A água que infiltra no solo vai descendo para o fundo enquanto encontrar camadas porosas e permeáveis mas começa a desviar para a lateral na medida em que vai encontrando camadas impermeáveis. Nesses pontos ocorre a saturação do terreno que produz o fenômeno geológico conhecido como Escorregamento Lento

 

Veja a diferença ente Desbarrancamento e Escorregamento de um talude -

Desastres são evitáveis. Basta o poder público dotar a zona urbanizada com uma Drenagem Urbana. Veja dois casos parecidos mas com consequências bastante diferentes:

Foto de um talude em bairro COM Drenagem Urbana:
Foto de um talude em um bairro SEM Drenagem Urbana:

DESASTRES:

Veja o caso de um desastre que não foi evitado

Veja o caso de um desastre que foi evitado

6 - ÁRVORE TORTA É INDÍCIO DE ESCORREGAMENTO LENTO:

Árvores tombadas e abundância de Bananeiras denunciam a formação do fenômeno geológico conhecido como Escorregamento Lento. O fenômeno vai se desenvolvendo dentro da terra sem que ningúem perceba. Bananeiras só crescem e se tornam exuberantes em locais com acúmulo de umidade. Quando mais viçosa for as Bananeiras, maior será o risco de escorregamento do Talude. Ao atingir o estado crítico, na primeira chuva forte que vier, o Talude escorrega, levando tudo que está em cima e tudo que está em baixo.

Veja matéria do programa Domingo Espetacular de 7 de fevereiro de 2010 da TV Record que fala de casos de escorregamentos de talude que vitimaram pessoas. Veja no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=vPJgG_uoJcU

7 - UMA PARTE É ABSORVIDA PELA VEGETAÇÃO. O EUCALIPTO É UM EXCELENTE ABSORVEDOR:

As árvores necessitam de água, muita água, para o seu metabolismo. Dependendo da espécie e das condições locais, algumas coletam a água junto à superfície do terreno. Contribuem para este fato, a disponibilidade de água apenas na zona superficial como nas cidades com solo impermeabilizado ou a existência de água em abundância a pouca profundidade como no solo amazônico.

Nestes casos as raízes se alastram superficialmente e acabam vingando as espécies com raízes do tipo tabulares.

Em solos, digamos, normais em que a água se distribui com razoável dispersão pelo solo, as árvores possuem uma forma simétrica, com as raízes "imitanto" a copa, ou seria o inverso?.

Locais densamente cultivados com certas espécies de árvores, como os eucaliptos, que possuem raízes profundas, promovem a drenagem do solo pela absorção de água feita pelas raízes e boa parte dessa água é solta na atmosfera pela evapo-transpiração feita pelas folhas.

Terrenos com potencial para a saturação, causa principal da ocorrência de escorregamentos geológicos, podem ter o risco diminuído com a criação de um bosque de eucaliptos.

8 - A VEGETAÇÃO DEVOLVE PARA O AMBIENTE - É A EVAPO-TRANSPIRAÇÃO:

Olhando para esta foto, imaginamos que é um simples palito de fósforo queimando e a gente não se dá conta que ao queimar, o palito está liberando a energia do sol "aprisionada" há muitos anos durante o processo denominado FOTOSSÍNTESE em que moléculas de Dióxido de Carbono foram capturadas, o carbono fixado e o Oxigênio liberado.

Veja mais detalhes sobre este interssante prpocesso em -

9 - A ÁGUA SUBTERRÂNEA É RETIDA POR ELEMENTOS IMPERMEÁVEIS:

Em sua caminhada por dentro da terra, a água encontra camadas de material permeável, onde é mais facil caminhar, e também camadas de material impermeável como rochas, Muro de Arrimo, Muro de Conteção e outros -

Drenos são dispositivos que servem para capturar a água desviando-a

10 - A PRESSÃO DA ÁGUA DERRUBA O MURO DE ARRIMO:

Quando encontra algum componente impermeável em sua trajetória dentro da terra, a água irá exercer esfotrços de compressão, isto é, vai empurrar o componente. Veja mais detalhes em -

11 - LENÇOL FREÁTICO RASO FAVORECE VEGETAÇÃO QUE PRECISA DE MUITA UMIDADE COMO A BANANEIRA:

Árvores tombadas e abundância de Bananeiras denunciam a formação do fenômeno geológico conhecido como Escorregamento Lento. O fenômeno vai se desenvolvendo dentro da terra sem que ningúem perceba. Bananeiras só crescem e se tornam exuberantes em locais com acúmulo de umidade. Quando mais viçosa for as Bananeiras, maior será o risco de escorregamento do Talude. Ao atingir o estado crítico, na primeira chuva forte que vier, o Talude escorrega, levando tudo que está em cima e tudo que está em baixo.

Veja matéria do programa Domingo Espetacular de 7 de fevereiro de 2010 da TV Record que fala de casos de escorregamentos de talude que vitimaram pessoas. Veja no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=vPJgG_uoJcU

12 - LENÇOL FREÁTICO RASO PRODUZ MINA NO BARRANCO:

13 - ENXURRADA BARRENTA INDICA TRANSPORTE DE TERRA QUE VAI PRODUZIR ASSOREAMENTO:

Loteamento novos, ruas sem pavimentação, margens de rio sem proteção facilitam a ocorrência de erosão cujas terras são transportadas pelo rio, principalmente em dias de chuva pesada, e irão se depositar nas lagoas e rios tranquilos:

Veja mais detalhes sobre erosão e assoreamento em -

 

NOTAS:

1 - Este site é mantido pela equipe do professor Watanabe que tem bastante experiência no projeto de taludes e destina-se a estudantes e pessoas que gostam de saber das coisas. Pela sua natureza pedagógica, o conteúdo do site pode ser livremente divulgado, copiado e impresso. Só não pode ser pirateado, isto é, copiado e depois distribuído como se fossem seus.

2 - Toda obra de contenção de encostas como Muro de Arrimo e Muro de Contenção com mais de 2,00 metros de altura, por envolver questões de Responsabilidade Civil, deve ser calculada, projetada, construída, acompanhada e demolida sob a supervisão de um profissional habilitado, isto é, um profissional com formação técnica e registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA. Até o Código de Hamurabi, elaborado a 1.500 anos AC já falava (Artigo 229 Se um construtor construir uma casa para outrem, e não a fizer bem feita, e se a casa cair e matar seu dono, então o construtor deverá ser condenado à morte.) Veja mais detalhes em

3 - Quando contratar um estudo, projeto, execução e parecer sobre obras de conteção de aterros ou obras de arrimo de taludes, peça ao profissional habilitado o fornecimento da Anotação de Responsabilidade Técnica, um documento oficial do CREA que define claramente a resposabilidade técnica do profissional. Veja mais detalhes sobre ART em

RMW\talude\efeitodachuva.htm em 19/01/2013, atualizado em 05/01/2014.