CONTENÇÃO DE TALUDES

 

COMO OCORREM OS DESASTRES

3

 

De forma genérica podemos afirmar que NÃO EXISTE TALUDE ESTÁVEL. Todo e qualquer talude um dia sofrerá uma queda. A natureza procura sempre uma situação de equilíbrio e o equilíbrio mais estável é um plano horizontal.

Taludes constituídos por materiais de baixa coesão terão queda em curto prazo enquanto que taludes constituídos por materiais de alta coesão terão queda a longo prazo e taludes constituidos por rochas terão queda a prazos ainda maiores.

A queda de um talude pode ocorrer por desbarrancamento ou por escorregamento:

QUEDA POR DESBARRANCAMENTO:

A queda do barranco por desbarracamento é causado pela perda da coesão do material.

Os materiais possuem uma propriedade chamada COESÃO que é uma força interna que mantém as partículas do material "coesas", isto é, grudadas uma nas outras. É a coesão que permite que a gente trabalhe com a argila para fazer vasos e utensílios.

Enquanto a argila tem uma coesão alta, o silte tem uma coesão menor e a areia quase não tem coesão.

Imaginemos um talude formado por uma argila de boa qualidade, isto é, uma argila com alta coesão.

As intempéries, isto é, a sucessão de períodos de chuva seguida de períodos de estiagem (sem chuva) faz com que a argila vá perdendo, gradualmente a sua coesão.

Com a perda da coesão, começam a se formar no solo trincas e rachaduras que vão aumentando com o tempo.

Chega um dia que a coesão se torna tão baixa que o talude já não consegue ficar de pé e então desbarranca. No desbarrancamento, as casas e árvores tombam para fora e vão rolando por cima das casas de baixo que ficam soterradas.

O desbarrancamento ocorre, geralmente, no dia de chuva pois a água da chuva penetra nas rachaduras acelerando o processo. Mas não há necessidade de estar chovendo para ocorrer um desbarrancamento. O solo já fragilizado pelas trincas pode romper por alguma trepidação no solo como a passagem de veículos pesados.

 

 

Você pode perceber que há risco de desbarrancamento observando o piso na parte de cima do talude pois surgem trincas no sentido logitudinal (paralelo) do talude.

Você pode diminuir o risco de desbarrancamento colocando lonas plásticas por sobre as trincas.

 

QUEDA POR DESLIZAMENTO OU ESCORREGAMENTO:

A queda do talude por escorregamento é causado pela formação de lama no interior do talude.

A água da chuva que infiltra (entra) no terreno ou o vazamento de uma tubulação de água de abastecimento, de esgoto sanitário ou de água pluvial vai formar uma rede de percolação. Nos locais em que ocorrem a infiltração a rede corre para baixo. Entretanto, na medida em que a água vai encontrando camadas menos permeáveis do solo, a direção do fluxo vai mudando na direção de fora do talude.

Como a pressão de percolação é alta, a água vai carriando (carregando) as particulas finas da argila. Você sabe que este fenômeno está ocorrendo observando a água que sai no pé do talude. Se a água sai limpa é por que não está havendo carriamento. Se a água sai com cor de barro é por que está havendo carriamento de partículas de argila.

No lugar em que estava a partícula, sobra então um vazio. Com a formação de vazios, as demais particulas se movimentam (fenômeno conhecido como adensamento, pois a argila vai ficar com menos vazios, isto é, mais densa) e esse movimento produz lama.

A lama forma uma superfície arredondada que serve de escorregador para a parte de cima do talude. Então ocorre o "escorregamento".

No escorregamento, as casas e árvores tombam para dentro do talude. A terra que escorregou vai parar na parte de baixo do talude que se levanta. Casas que estavam no pé do talude são levantadas.

Nem sempre a água responsável pela formação da lama é a água que está infiltrando nas proximidades do local do risco. Muitas vezes essa água pode estar infiltrando em locais bastante distante às vezes a quilômetros do local.

Então, locais em que está ocorrendo ou acabou de ocorrer um escorregamento pode sofrer um outro escorregamento mais para dentro.

Nestes casos, a área a ser evacuada deve ser bastante ampla.

O escorregamento pode ocorrer depois que a chuva parou. É que a água que vai formar a lama leva um tempo para infiltrar e chegar até o ponto em que vai formar a lama.

Você pode diminuir o risco do escorregamento colocando pesos (sacos de areia) no pé do talude.

 

RMW\talude\desastre.htm em 29/11/2009, atualizado em 04/05/2011.