trincaslogo.jpg (6276 bytes)

TRINCASFISSURAS FENDAS RACHADURAS

Minha casa tem uma trinca bem pequenininha. Pelo tamanho, eu acho que não há nenhum perigo, mas o Edifício Palace-II no Rio de Janeiro desmoronou com uma trinca bem pequenininha que apareceu na garagem.

O engenheiro Roberto Massaru Watanabe, que faz vistoria em casas, sobrados, prédios e indústrias há mais de 34 anos, dá algumas dicas sobre trincas, fissuras e rachaduras.

trincas.gif (13817 bytes)
Apareceram umas trincas em sua casa, sobrado, fábrica,  apartamento ou prédio e você quer saber se é grave ou não e também receber orientação técnica para a correção do problema.
Então, peça já um orçamento para a realização de uma Vistoria Técnica:
 

As trincas, em geral, são ocorrências muito comuns nas casas e prédios. Surgem em função de muitas causas diferentes e são conhecidas também como fissuras ou rachaduras.
Tem gente falando que fissura é um trinca bem pequenininha e que rachadura é uma trinca grande. Quem fala essas coisas não sabe o que está falando. 

Quer saber quais são as diferenças? botaoQV.gif (478 bytes)

 

São muitas as causas que provocam o aparecimento de trincas.
As mais comuns são as seguintes:

1 - RETRAÇÃO:
A argamassa de revestimento, a tinta e outros materiais que são aplicados úmidos, diminuem de tamanho (retração) ao secar.
1- Retração do bloco da parede botaoQV.gif (478 bytes)
2- Retração do Cimentado do piso botaoQV.gif (478 bytes)
2 - ADERÊNCIA:
As pinturas e os revestimentos que precisam ficar bem "grudados" na parede, por algum motivo, apresentam perda de aderência e começam a descascar.
3- Perda de Aderência da Pastilha botaoQV.gif (478 bytes)
4- Destacamento do Azulejo botaoQV.gif (478 bytes)
3 - DILATAÇÃO: 
Os materiais aumentam e diminuem de tamanho em função da variação da temperatura do meio ambiente.
5- Laje enverga com o Sol botaoQV.gif (478 bytes)
6- Dilatação Térmica da Laje botaoQV.gif (478 bytes)
7- Dilatação Térmica da Mureta  botaoQV.gif (478 bytes)
8- Reservatório com Tampa Metálica botaoQV.gif (478 bytes)
4 - MUITO CIMENTO:
A argamassa de revestimento, quando tiver muito cimento sofre uma grande retração e fica toda fissurada.

9-

Retração por Excesso de Cimento 

botaoQV.gif (478 bytes)
5 - AMARRAÇÃO:
As paredes devem ficar bem "amarradas" na estrutura do prédio.

10-

Parede não está amarrada na laje 

botaoQV.gif (478 bytes)
6 - DILATAÇÃO-2: 
Os materiais em geral aumentam e diminuem de tamanho em função da variação da umidade do meio ambiente.
11- Tijolo incha com a umidade  botaoQV.gif (478 bytes)
12- Umidade expande o peitoril da janela  botaoQV.gif (478 bytes)
7 - TREPIDAÇÃO: 
Elevadores, compressores e mesmo os veículos que trafegam na rua, produzem vibrações  que afetam as partes do prédio.
13- Desagregação do Piso da Rampa  botaoQV.gif (478 bytes)
14- Porta bate forte no batente  botaoQV.gif (478 bytes)
8 - RECALQUE: 
O excesso de peso, a acomodação do prédio, a fraqueza do material ou do terreno fazem com que a peça se deforme ou afunde. 
15- Alicerce não Aguenta o peso da parede  botaoQV.gif (478 bytes)
16- Prédios se afastam botaoQV.gif (478 bytes)
17- Muro de Arrimo na divisa dos imóveis botaoQV.gif (478 bytes)
 
 
9 - CAPACIDADE:
Por erro de cálculo ou por deficiência na hora da confecção, as peças podem ficar fracas.
18- Falta de drenagem do contrapiso botaoQV.gif (478 bytes)
19- Pastilhas não ficam grudadas botaoQV.gif (478 bytes)
20- Guia sobre junta de dilatação botaoQV.gif (478 bytes)
21- Exposição de Armadura do Pilar botaoQV.gif (478 bytes)
22- Antena do Celular danifica prédio  botaoQV.gif (478 bytes)
23- Alvenaria Autoportante botaoQV.gif (478 bytes)
24- Prédio dos Correios afunda  botaoQV.gif (478 bytes)
10 - MUDANÇA DO USO:
Um prédio que foi projetado para uso residencial, está sendo usado como comércio.

25-

Veja um caso de carga excessiva

botaoQV.gif (478 bytes)
11 - VIZINHANÇA: 
Construíram um "baita" prédio de 30 andares que alterou o fluxo de água subterrânea da região.
26- Veja um caso de vizinho botaoQV.gif (478 bytes)
27- Veja um caso de terceiros  botaoQV.gif (478 bytes)
28- Veja um caso real  botaoQV.gif (478 bytes)
12 - ERRO DE PROJETO:
Por falha na concepção da esturura do prédio, há partes em desarmonia com o resto.
29- Piso desagrega botaoQV.gif (478 bytes)
30- ÁGua no peitoril da janela botaoQV.gif (478 bytes)
31- Muitas Interferências na Cobertura botaoQV.gif (478 bytes)
32- Muito próximo de Taludes botaoQV.gif (478 bytes)
33- Nó da Tesoura fora de lugar botaoQV.gif (478 bytes)
13 - COLAPSO DE MATERIAIS:
Os materiais precisam receber proteção.
34- Revestimento da Parede já era  botaoQV.gif (478 bytes)
35- Piso asfáltico já era botaoQV.gif (478 bytes)
36- Pintura está soltando botaoQV.gif (478 bytes)
14 - DESTACAMENTOS:
Azulejos, pisos e revestimentos podem se soltar.
37- Concreto no canto da forma botaoQV.gif (478 bytes)
38- Pastilhas estão caindo botaoQV.gif (478 bytes)
39- Fundação não aguentou botaoQV.gif (478 bytes)
15 - INFILTRAÇÃO:
Água e outros elementos podem se infiltrar causando danos.
40- Água pela Junta de Dilatação botaoQV.gif (478 bytes)
41- Água no teto botaoQV.gif (478 bytes)
42- Água no Peitoril da Janela botaoQV.gif (478 bytes)
16 - MANUTENÇÃO:
Falhas, imperícias, falta de conhecimento.

43-

Falta de Manutenção botaoQV.gif (478 bytes)

44-

Veja um caso real em Recife botaoQV.gif (478 bytes)
17 - FALHA DE INSTALAÇÃO:
Negligência e imperícias.
45- Antena fura a Manta botaoQV.gif (478 bytes)
46- Laje sem isolante térmico botaoQV.gif (478 bytes)
46A- Ar condicionado fura a viga botaoQV.gif (478 bytes)
18 - PATOLOGIAS:
Microorganismos e insetos podem se instalar nos prédios.
47- Colônia de Microorganismos botaoQV.gif (478 bytes)
48- Caminho de Cupim botaoQV.gif (478 bytes)
19 - CORROSÃO:
Saiba o que é Corrosão eletroquímica ou corrosão catódica.

49-

Veja

botaoQV.gif (478 bytes)
20 - ÁLCALI - AGREGADO:
Conheça o fenômeno chamado de Reação Álcali-Agregado e veja os danos.
50- Veja botaoQV.gif (478 bytes)
21 - CIMENTO:
Veja quais são os tipos de cimentos produzidos no Brasil
51- Veja botaoQV.gif (478 bytes)
22 - TRINCAS NA RUA:
Armadilhas que escondem catástrofes

52-

Fenda no Asfalto

botaoQV.gif (478 bytes)

53-

Trinca no Asfalto - 1

botaoQV.gif (478 bytes)

54-

Trinca no Asfalto - 2

botaoQV.gif (478 bytes)
   

Antes de pensar em "tampar" uma trinca, é importante descobrir e eliminar a causa, isto é, aquilo que está causando a trinca, pois a trinca é apenas uma conseqüência, um sintoma de alguma coisa ruim que está acontecendo com a sua casa ou prédio. 

Se você apenas tampar a trinca sem eliminar a causa, a trinca vai voltar.

Veja um caso curioso, de infiltração de água da chuva, que deu muita dor de cabeça durante mais de 8 anos aos moradores de um prédio -

 

O que será que está acontecendo na casa desenhada no início da página?

1 - Trinca hrizontal próximo do teto pode ser devido ao adensamento da argamassa de assentamento dos tijolos ou falta de amarração da parede com a viga superior. 2 - Fissuras nas paredes em direções aleatórios pode ser devido à falta de aderência da pintura, retração da argamassa de revestimento, retração da alvenaria ou falta de aderência da argamassa à parede.
3 - Trincas no piso podem ser produzidas por vibrações de motores, excesso de peso sobre a laje ou fraqueza da laje. Verificar se há trincas na parte de baixo (ver ítem 4). Se tiver é grave. Peça o PARECER de um engenheiro de estruturas.

 

4 - Trincas no teto podem ser causadas pelo recalque da laje,  falta de resistência da laje ou excesso de peso sobre a laje. Pode ser grave. Peça o PARECER de um engenheiro de estruturas.
5 - Trincas inclinadas nas paredes é sintoma de recalques. Um dos lados da fundação não agüentou ou não está agüentando o peso e afundou ou está afundando. Geralmente é grave.  Peça o PARECER de um engenheiro de estruturas. 6 - O abaulamento do piso pode ser causado por recalque das estruturas, por expansão do sub-solo ou colapso do revestimento.
Quando causados por recalquer, são acompanhados por trincas inclinadas nas paredes.
Os solos muito compressível, com a presença da água, se expandem e empurram o piso para cima.
7 - As trincas horizontais próximas do piso podem ser causadas pelo recalque do baldrame ou mesmo pela subida da umidade pelas paredes, por causa do colapso ou falta de impermeabilização do baldrame.

8 - Trinca vertical na parede é causada, geralmente pela falta de amarração da parede com algum elemento estrutural como pilar ou outra parede que nasce naquele ponto do outro lado da parede.

Esses são apenas ALGUNS exemplos de fenômenos que causam o surgimento de trincas nas casas, apartamentos e fábricas.
Como você viu, alguns casos podem ser graves e podem até levar à queda do prédio. Os jornais vivem mostrando sinistros de grandes prédios. Os pequenos não são mostrados. Veja uma listinha em
Não confie na sorte e muito menos nas "achologias" dos curiosos pretensamente "entendidos" no assunto.
Peça o PARECER de um Perito, de preferência de um Patologista de Edificações.
Ele vai fazer uma vistoria no local, tirar muitas fotos e elaborar um Laudo Técnico contendo o PARECER, que é um diagnóstico cientificamente fundamentado. Além disso ele vai emitir a ART, a Anotação de Responsabilidade Técnica, um documento legal que define claramente a responsabilidade dele perante a obra ou serviço executado. Veja mais detalhes sobre a ART em
Lembre-se que ser engenheiro não é suficiente para realizar uma boa Vistoria Técnica. É necessário ter trabalhado em projetos e cálculos, ter trabalhado em construção civil e ter trabalhado trabalhado em pesquisas tecnológicas.

Se desejar enviar um email, clique aqui ou fale diretamente com o Engº Watanabe. Vamos! Um bate-papo não custa nada.

Ligue: (011) telefone.jpg (2244 bytes).

Não deixe para depois. Amanhã pode ser tarde demais. Infelizmente desabamentos de prédios acontecem com certa freqüência. Peça já um orçamento

Se você está passando por dificuldades financeiras, saiba que a Lei 11.888 permite acesso a serviços técnicos de engenharia e arquitetura com projetos, construção e reformas - .

seloRMWp.JPG (6477 bytes)

Você ainda tem dúvidas? Envie uma mensagem para o engenheiro Roberto Watanabe sem nenhum compromisso.

Seu email, para receber a resposta:

Sua mensagem, dúvida ou pergunta:

Depois de digitar a mensagem, pressione:

tracocor.gif (4491 bytes)

VEJA OUTROS SITES MANTIDOS PELA EQUIPE DO ENGENHEIRO WATANABE (clique na figura):

VISTORIAS E PERÍCIAS:
logovistoriap.JPG (8279 bytes)
Veja o que é, quem pode fazer e como deve ser feita.
Recebimento de APTO

Finalmente ficou pronto? O que precisa ser verificado antes de pegar as CHAVES?

Infiltrações?

Existem mais de 40 problemas que podem causar muita dor de cabeça.

HABITABILIDADE:
Pessoa_224.gif (20373 bytes)
Veja as condições para uma vida saudável.
TELHADO:
logotelhado.gif (3708 bytes)
Como construir um bom telhado.
AÇÃO DO VENTO:

Veja como o vento pode danificar o seu telhado.
FUNDAÇÕES:
sapata2.jpg (23784 bytes)
Veja quais são os tipos e dicas de como fazer.
JANELAS:
logop.jpg (9662 bytes)
Cuidados na Instalação e manutenção.
SOLAPAMENTO:

Veja como surge uma cratera no meio da rua.

Desabamento de Casas

Jardim Maringá 12/2010

Participe da próxima turma deste curso:
Você tem o Manual do Usuário da sua casa?
 
   

\RMW\trincas\trincas.htm em 13/12/2000, atualizado em 18/04/2014 .

    RMW-221844-22/07/2014