Prezados companheiros do grupo GEROI-Brasil:logoGEROIpequeno.JPG (7568 bytes)

FotoRMW.jpg (2736 bytes)

+-×÷

06/08/2006

logo2006.gif (6987 bytes)

      Eu tenho andado muito por aí e observado que

os símbolos acima remetem-nos, geralmente, à aritmética e isto é bastante compreensível pois tratam-se de simbolos universalmente adotados e empregados para representar as suas operações básicas.

Entretanto, nas ciências do comportamento humano, mais conhecida como Psicologia Popular, também podemos aplicar, com elevado índice de acerto matemático, tais símbolos para representar os diversos tipos de caráter humano.

Assim, nas minhas andanças, tenho encontrado Pessoas Mais, Pessoas Menos, Pessoas Vezes e Pessoas Dividir.

Essas pessoas possuem um comportamento característico e estão a manifestar, com elevada constância esse seu comportamento por todos os meios a seu alcance, em pensamento, palavras e ações.

Conta-se que, nos alfarrábios de Leonardo da Vinci, onde ele escrevia suas lucubrações, vez por outra encontrava-se uma frase perdida: "Scrivi, Leonardo, che cosa à ànima". Essa insistência do grande homem em perguntar-se "o que é a alma", tem sido interpretada como ato de contrição individual, humildade da sabedoria perplexa diante de si mesma, pois nada há mais triste do que ser homem e não se saber o que é o homem.

É complexo, o comportamento humano. Há os que defendem que a personalidade é atributo, algo que é parte do ser, e outros que consideram a personalidade relação e que pode ser adquirida pela experiência.

De todos os atributos que utilizamos na nossa comunicação, o GEROI disponibiliza apenas um - A Escrita. Pressupõe o domínio de 2 artes bastante difíceis de serem manuseadas, a Leitura e a Escrita.

Ler, vem do latim legere que significa colher. Faguet define a leitura como a arte de colher idéias. Qual será o objetivo ou a finalidade com que cada um de nós, hoje 582 geroianos, abre os email do GEROI? Para aprender, para criticar, para se motivar, para mostrar que sabe, para falar mal de si mesmo, para falar mal do seu clube, para falar dos políticos, para reclamar da vida?

Muitos de nós possui deficiências nas comunicações, porém conseguem comunicar-se até que com certa eficiência pois ao comunicar-se vale-se de todos os meios ao nosso alcance, além das palavras, como gestos, expressões faciais e corporais.

No GEROI dispomos apenas das palavras escritas. Essa forma de comunicação humana é muito pouco praticada no Brasil. Somos, dentre os países razoavelmente desenvolvidos, talvez o que menos lê. Basta ver a quantidade de jornais diários de grande circulação, a sua tiragem, publicações de livros e outros materiais impressos.

Você mesmo pode se perguntar: "Quantas cartas envio por ano?".

Segundo pesquisas desenvolvidas por profissionais da comunicação humana, o ser humano apresenta diversos vícios que atrapalham um correto entendimento daquilo que se lê.

1 - Falta de disposição, preguiça para a leitura;
2 - Lê mexendo os lábios. Leitura lenta pois avança palavra por palavra;
3 - Lê soletrando. Se fixa mais nas sílabas e menos no contexto;
4 - Erro de postura, ergonomia, dos olhos em relação à escrita. Monitor muito alto, muito baixo, com reflexos, com brilho excessivo, etc.
5 - Baixo discernimento na leitura, não entende o conteúdo da escrita;
6 - Vocabulário pobre, dificuldade de compreensão por desconhecer o significado exato das palavras lidas;
7 - Vista fraca ou cansada que deveria usar óculos mas não tem consciência dessa necessidade;
8 - Fatores emocionais, preocupação, estresse diário, preconceito.
9 - Falta de humildade, orgulho, etc. "Ler para quê?" ou "Sei de tudo - Não tenho mais nada para aprender"

Os policiais do trânsito são treinados a piscar os olhos. Fixam na mente uma imagem visual e a partir dessa imagem visual conseguem identificar a placa do veiculo. Se tentassem seguir, com os olhos, o veículo em movimento, o seu chacoalhar, pessoas e outros carros passando em frente dificultariam a visão e demoraria um tempo grande até conseguir "ler" todas as letras e algarismos da placa.

A leitura dinâmica nos ensina que não é necessário pecorrer o trecho, palavra por palavra, para a perfeita compreensão do texto.

Além desses dificultadores, o email apresenta deficiências de escrita. Frases sem a pontuação necessária, palavras mal empregadas, erros de digitação, escolha aleatória do tipo de letra, teclado dificil de digitar, texto somente com maiúsculas, etc.

Alguns estudiosos são do pensamento de que a linguagem escrita sucede a linguagem falada. Escreve-se o que se fala.

Entretanto, existem povos em que a linguagem escrita nada tem a ver com a linguagem falada. Nos países do extremo oriente, a linguagem escrita é totalmente dissociada da linguagem falada. É como comparar um texto que descreve uma paisagem e uma fotografia dessa paisagem. Não há comparação.

Há maior riqueza na fotografia quando enfocamos cores, formas e detalhes visuais, entretanto encontramos maior riqueza na escrita quando enfocamos aspectos subjetivos como emoção, vivência e experiências pessoais vividas naquele campo.

Eu, por exemplo, desejando comunicar determinada situação crítica, posso me valer das letras C, R, I, S e E e escrever CRISE e espero que todos entendam qual é a situação crítica que quero retratar. Entretanto, disponho de outro meio mais rico: Conhecendo a escrita chinesa, posso escrever Crise16.gif (1800 bytes), que significa, igualmente, CRISE. Mas, percebo que o ideograma Crise16.gif (1800 bytes) é composto por diversos outros ideogramas como Crise14.gif (1267 bytes), Crise3.gif (1210 bytes)Crise17.gif (1386 bytes) que separadamente conseguem transmitir a idéia de que "é chegado o momento de grande expectativa que prenuncia a realização de um trabalho organizado". (Veja explicação completa em www.ebanataw.com.br/crise.htm)

A despeito de todas essas tentativas de "explicar" as falhas da comunicação humana, devemos sempre levar em consideração que existem fatores pessoais ligados à etinia, cultura, respeito, tradições, hábitos e costumes que fazem com que as pessoas sejam diferentes uma das outras.

Vejamos, detalhadamente, as características comportamentais de cada um deses Psicótipos.

1o PSICÓTIPO - AS CARACTERÍSTICAS DA PESSOA MAIS:

A Pessoa Mais é aquela que SOMA. Podemos chamá-la de Somálio.

O Somário é uma pessoa que "topa tudo", não tem preguiça e gosta de trabalhar. Relaciona-se bem com todo mundo, é alegre , amigo e muito otimista.

Nunca falam não, não inventam desculpas, são muito francos, educados e respeitadores.

Prestando atenção em suas palavras vemos que emprega poucos "não"s e até o seu andar é suave e relaxado, descompromissado.

São pessoas de bem com a vida.

Pessoa_295.gif (20250 bytes)Pessoa_274.gif (8644 bytes)Pessoa_245.gif (7146 bytes)Pessoa_120.gif (10764 bytes)

 

2o PSICÓTIPO - AS CARACTERÍSTICAS DA PESSOA MENOS:

A Pessoa Menos é aquela que SUBTRAI, que tira, que surrupia. Podemos chamá-la de Mênas.

A Mênas é uma pessoa que promete de tudo, mas não cumpre com nada. Vivem inventando desculpas pelas suas falhas. É grande a capacidade e a criatividade para as desculpas pois raramente cumprem o que prometem. Na hora do "vamos ver" sempre caem fora, perguntam se não há outra pessoa que possa fazer o serviço.

Quando a gente comenta o sucesso de alguém sempre retruca dizendo "É, mas já fracassou em outra oportunidade". São muito egoistas, só pensam em si e estão sempre querendo tirar alguma vantagem (subtrair) alguma coisa de alguém ou de alguma situação.

É muito acomodada, está sempre fugindo de responsabilidades e estão sempre procurando um culpado. Em vez de falar sobre seus fracassos preferem sempre culpar alguém por isso.

Cobrem-se de medalhas, são muito orgulhosas e vivem dizendo que seu passado foi muito glorioso. Hoje, não fazem nada alegando que já fizeram muito.

Sua fala aparentemente educada, seu andar aparentemetne delicado e silencioso escondem seu espírito gatuno pronto a agir no menor descuido dos outros.

Nunca sabem nada de nada e estão sempre perturbando os outros com suas perguntas impertinentes (ainda têm o cuidado de alegar que "Quem Não Sabe Precisa Perguntar".

 

Pessoa_026.gif (9455 bytes)Pessoa_247.gif (45136 bytes)Pessoa_224.gif (20373 bytes)Pessoa_313.gif (34908 bytes)Pessoa_299.gif (4845 bytes)Pessoa_328.gif (12651 bytes)

 

3o PSICÓTIPO - AS CARACTERÍSTICAS DA PESSOA VEZES:

A Pessoa Vezes é aquela que MULTIPLICA. Podemos chamá-la de Múltipla.

A Múltipla é uma pessoas vencedora. Possui um discurso Motivador. É muito comunicativo, carismático e está sempre falando "Vamos Lá!". Se dá bem em tudo que fazem.

Carismática, tem um relacionamento aberto com todo o mundo.

Quando comentamos sobre o sucesso de outra pessoa, a Múltipla responde que a admira muito e que gostaria de ser como ela.

Tem espírito coletivo, consegue trabalhar bem e "em equipe", é ótimo Motivador e grande Líder.

Nos encaminhamentos é democrático (dá oportunidade a todos) e é o último a falar. Às vezes nem fala.

Pessoa_266.gif (12233 bytes)Pessoa_256.gif (15678 bytes)Pessoa_327.gif (14435 bytes)Pessoa_314.gif (6868 bytes)Casa_001.gif (24852 bytes)Casa_182.gif (3974 bytes)Casa_347.gif (36243 bytes)

 

4o PSICÓTIPO - AS CARACTERÍSTICAS DA PESSOA DIVIDIR:

A Pessoa Dividir é aquela que DIVIDE, SEPARA. Podemos chamá-la de Separa.

A Separa é pessimista, está sempre falando: "Não vale a pena!".

Não gosta de ninguém, nem dela própria. São pessoas muito amargas.

Quando falamos com ela sobre o sucesso de outra, sempe contra-argumenta com algo do tipo: "É, mas não é assim que se faz".

Ficam inventando desculpas antes mesmo de não fazer o que se comprometeu a fazer. Gostam de criticar o trabalho dos outros.

Até seu andar denuncia a Separa. É um andar pesado, desconfiado, tropeçado. São amargas e parecem que expelem cacos de vidro quando falam.

Quando alguém emite uma idéia procura "pêlo em ôvo" só para discordar. Têm verdadeiro orgasmo quando conseguem deixar o outro chateado.

São extremamente "moralistas" e quando falam cheiram a môfo. É como um ventilador sujo que troca o ar limpo por ar sujo, fedido.

Se prestarmos atenção, veremos que suas frazes começam, geralmente, com a palavra "não". Em um minuto de fala conseguem entoar 10 e até 20 vezes a palavra "não". São contra tudo e todos e só ela tem razão e quando pressionada fogem com uma alegação muito infantil.

Pessoa_243.gif (11394 bytes)Pessoa_271.gif (6921 bytes)Pessoa_322.gif (7782 bytes)Casa_353.gif (5031 bytes)

 

 

5o PSICÓTIPO:

Não quero, a estas alturas, criar um quinto psicótipo. Então devo lembrar que o Rotary é um corte transversal da sociedade onde ele atua e em qualquer comunidade deparamo-nos com tudo quanto é tipo de pessoas. Fazem parte da nossa comunidade.

Os Antigos Gregos inventaram a "democracia" mas era uma democracia somente para os eleitos, aqueles que viviam "dentro" dos muros da cidade.

Assim é fácil. Cada um para si e Deus para todos. E quando um grupo não gosta do outro, Deus não está de nenhum dos lados como acontece atualmente no Oriente Médio.

A simples formação de um grupo de pessoas é justamente a tentativa de se proteger isolando iguais sob um manto protetor.

O Rotary, ao contrário, é uma entidade que procura congregar principalmente dos diferentes e é única no mundo que age assim.

Se uma criança fica berrando e fazendo birra o ERRADO é criticar, isolar e excluir.  Isolar, deixar de castigo ou matar a criança não é mais solução.

Precisamos sim empregar todas as ferramentas de educação (pedagogia, psicologia, etc.) e introduzir essa pessoa à normalidade, adaptando-a às normas de conduta da sociedade como um todo. Nessa ciência, a do comportamento, não existe valor absoluto - Tudo é Relativo. E da relatividade das opiniões de cada um deve nascer o padrão "normal" (de norma) da sociedade. Seria o "normal" aquilo que é aceito pela maioria? Ou isso seria "moda"?

Das colocações do pensamento de cada um deve resultar o paradigma que aceitamos como normal (que passa a ser a nova NORMA) e à qual poderemos entender como sendo uma situação normal e como tal passaremos a direcionar os nossos pensamentos, as nossas palavras e as nossas ações.

Preceitos rotários como A Prova Quádrupla são instrumentos de inserção e não devem ser usados como justificativas de atos bárbaros como a exclusão sumária. Pequenos eventos como o que aconteceu com Copérnico, Pasteur, e outros não trariam os benefícios que todos compartilhamos se a exclusão tivesse sido praticada ao extremo. Por mais nessário que muitos possam sentir a exclusão, não compete aos Moderadores o julgar e o excluir. Apenas moderar.

Devemos tentar sempre e nunca desistir, acreditando que a Esperança é a Última que Morre.

 

 

Veja mais sobre o Processo da Emoção:
Gato_42.gif (19003 bytes)
Veja mais sobre o Trabalho em Equipe:
Pato_04.gif (9403 bytes)

 

Esta é uma página pessoal que contém uma opinião essencialmente pessoal a cerca do tema Personalidade Humana.
As opiniões são, no fundo, "provocações" feitas aos nobres companheiros rotarianos e são baseadas em contatos, estudos e experiências pessoais e vale-se da liberdade proprocionada pela WEB. Ninguém é obrigado a aceitar, nem se pretende afirmar que as opiniões aqui colocadas sejam verdadeiras. Agora, se você gostou, pode imprimir, copiar e divulgar à vontade.
Roberto Massaru Watanabe
membro do Rotary Club de São Paulo - Tatuapé - EMAIL: robertowatanabe@rotary4430.org.br. Watanabe é engenheiro e como tal participou do projeto das grandes obras da engenharia nacional como a Rodovia dos Imigrantes e as hidrelétricas de Ilha Solteira, Itaipú e Tucurui. Nesses empreendimentos, adquiriu muita prática na organização e condução de grandes equipes.

RMW\GEROI\emocao.htm em 22/04/2006, atualizado em 22/05/2009 .

    RMW-4221-12/04/2024