Prezados companheiros do grupo GEROI-Brasil:logoGEROIpequeno.JPG (7568 bytes)

FotoRMW.jpg (2736 bytes)

O MECANISMO DA EMOÇÃO

22/04/2006

logo2005.jpg (9245 bytes)

      Eu tenho andado muito por aí e observado que

muitas pessoas combatem a emoção, como se fosse um sentimento desagradável que deve ser evitado, controlado e neutralizado.

Embora não seja psiquiatra nem psicólogo, tive a oportunidade de colecionar, ao longo de minha atuação profissional, uma série de experiências que demonstram as diversas fases de preparo da reação que o nosso organismo produz quando submetido a algum tipo de ação.

Quando submetido a qualquer ação, o nosso organismos sempre prepara uma reação.

Se a gente não estiver preparado, a reação pode ser adversa a nós mesmos.

Veja, as divesas fases que são desenvolvidas desde a ação até a manifestação da reação.

 

1a FASE - O EFEITO DA AÇÃO:

Todo e qualquer fato produz nas pessoas algum tipo de ansiedade que se caracteriza pela produção de diversos ativadores como a histamina, adrenalina e endorfina que, prevendo a ocorrência subjetiva de possíveis fatos danosos, preparam a defesa do organismo ativando a produção de saliva e o aumento da freqüência cardíaca, o que se traduz na ativação de recursos cognitivos como a atenção e a percepção.

Cartoon_385.gif (14023 bytes)

É como se o organismo estivesse preparando o corpo e a mente para um determinado enfrentamento.

É o preparo da reação à ação recebida.

A ansiedade pode ser sentida através de determinados sintomas como:

O nosso organismos necessita entender o que está acontecendo e, então, passa a realizar a INTERPRETAÇÃO.

2a FASE - A INTERPRETAÇÃO:

Ao receber uma ação, a produção da reação não é instantânea. A mente realiza uma interpretação da ação com base nas suas aptidões personais.

O que são aptidões parsonais?

São vivências pessoais ligadas à personalidade da pessoa.

Uma mesma ação pode desencadear reações diferentes e distintas dependendo da pessoa.

Por que as pessoas reagem diferente?

cer04.jpg (37032 bytes)

As ações porduzem estados nas pessoas como a alegria, a tristeza, o pânico, o mêdo, o afeto, as fobias, a raiva, etc

Tais estados são conhecidos como EMOÇÃO.

3a FASE - OS ESTADOS EMOCIONAIS:

A emoção é caracterizada por um etado em que encontramos o indivíduo preparado para enfrentar uma determinada situação.

Mas, qual tipo de enfrentamento?

Vai depender da interpretação que a mente realizou sobre a ação recebida.

Assim, dependendo dessa interpretação, o organismo pode responder com uma Alegria, uma Fobia ou outro tipo de reação.

 

Pessoa_016.gif (8071 bytes)Pessoa_038.gif (5314 bytes)Canguru_01.gif (24697 bytes)Pessoa_035.gif (56363 bytes)

Atitudes aparentemente agressivas como a gargalhada, o espanto, o revide e a ofensa são, em grande parte dos casos, DEFESAS que o organismo cria para preservar a nossa integridade, física e moral.

Caracterizada a ação e feita a sua interpretação, o organismos, então, prepara a REAÇÃO.

4a FASE - A REAÇÃO:

Os estados emocionais caracterizam todo um preparo que a mente produz no organismo, preprando-o para enfrentar uma determinada situação, resultante da interpretação.

A pessoa se apresentará com:

Por exemplo, quando assistimos uma pessoa se auto vangloriar dizendo-se ser boa nisso e naquilo, a nossa reação é um leve tossir como se alguma coisa estivesse a perturbar a nossa garganta. Isso é uma pequena repulsão, uma leve alergia.

Outro exemplo, quando presenciamos um adulto batendo em uma crinça pequena em plena via pública, nos indignamos e ficamos com vontade de ir lá e falar umas verdades e, em casos extremos, ir até lá e bater no adulto.

Podemos agrupar todos esses estados de reação em torno de dois grandes grupos:

O primeiro denominamos Emoção Positiva e caracteriza-se por produzir situação Construtiva, edificante.

O outro denominamos Emoção Negativa e caracteriza=se por produzir situação Destrutiva, não-edificante.

Pessoa_230.gif (37647 bytes)Pessoa_247.gif (45136 bytes)

A repetição exagerada de estados de emoção semelhantes podem produzir lesões que terâo repercussões até no aspecto físico da pessoa.

Por exemplo, a produção repetitiva de estados de medo e insegurança produz lesões do tipo tristeza e depressão que por sua vez causa doenças físicas do tipo alergias e mesmo o câncer.

É sempre assim?

Felizmente não. Há condições em que se pode interceptar a interpretação de modo que o resultado da interpretação seja um resultado positivo e construtivo.

Veja como pode ser feita a INTERCEPTAÇÃO.

5a - A INTERCEPTAÇÃO:

A reação de uma pessoa, face a uma ação recebida, pode se traduzir em uma Reação Positiva ou Construtiva como também pode se traduzir em uma Reação Negativa, ou Destrutiva dependendo de como é efeita a INTERPRETAÇÃO da ação recebida.

Casa_006.gif (40921 bytes)

Cada um de nós tem a capacidade de interceptar o processo:

AÇÃO seta.JPG (2341 bytes) INTERPRETAÇÃO seta.JPG (2341 bytes) EMOÇAO seta.JPG (2341 bytes) REAÇÃO
   

emocao1.jpg (1965 bytes)

       
   

INTERPCEPTAÇÃO

       

de modo a preferenciar as reações construtivas.

COMO FAZER ISSO?

A prática do HUMOR e do CARISMA produzem excitantes que ativam os neuro-transmissores no sentido do bom relacionamento, da amizade e do bem-querer.

O humor e o carisma podem interferir no processo de interpretação a ponto de desequilibrar o resultado, fazendo-o pender para uma emoção positiva se os dados em interpretação estiverem apontando na direção da emoção negativa.

O HUMOR

O Humor deve ser entendido como um tempero que pulverizado sobre a comunicação humana torna a mensagem bem receptível, bem aceitável.

Mesmo a mais triste e dramática mensagem quando recebe pinceladas bem proporcionadas de humor não causam aquele impacto tão negativo e tão devastador.

A Ironia é uma forma de humor. Uma defesa. Antevendo uma situação adversa, que o deixará deprimido, a mente passa a não dar às palavras o seu sentido real, verdadeiro, criando-se assim uma proteção contra o choque, o impacto destrutivo da ação.

A ironia de Sócrates pressupõe malícia e desconfiança simulada nas próprias capacidades. A partir de Kant, a ironia passa a ser considerada alguma coisa aparente, que como tal se impõe ao homem vulgar ou distraído.

A Sátira é também outra forma de humor. Antevendo uma situação desfavorãvel, a mente camufla a sua indignação com atitudes divertidas, jocosas.

A DIFICULDADE

A dificuldade na aplicação do humor reside no fato de que o humor é determinado essencialmente pela peresonalidade de quem ri.

Quem pretende aplicar o humor deve ter bem ativada a sua competência de Percepção que deve ser praticada na medida em que enuncia a sua mensagem.

É díficl praticar essa ação dupla. Começar a falar uma frase com um determinado sentido e ir mudando o sentido na medida em que se fala a frase.

Não se deve confundir humor com palhaçada. Na palhaçada o objetivo é o riso independentemente da causa. Basta rir.

No humor, o riso está implícito e internamente relacionado com a causa. Logo, o que o distingue das demais formas de cómico é a sua independência em relação à dialética e à ausência de qualquer funçaõ social.

O CARISMA

O carisma é um conjuto de habilidades de liderança. Todo grande lider é essencialmente carismático.

Não podemos confundir com conceitos "divinos" concedidos ao carisma como é feito nas pregações religiosas que tratam o carisma como um dom divino. Uma pessoa carismática é uma pessoa que recebe a graça de Deus.

Quando pensamos, falamos ou fazemos o que uma pessoa gostaria mas não tem oportunidade, então seremos, para esta pessoa, um ser carismático. Um ser dotado de carisma.

O carisma desperta nas pessoas diversos tipos de sentimentos como a simpatia, admiração, respeito e adoração.

Por conseguirmos fazer uma coisa que ela não consegue, figuramos como que superiores ou mais que elas. Daí a admiração e o respeito.

O carisma é uma técnica de comunicação humana que pode e deve ser praticado e constantemente aperfeiçoado.

Qualquer pessoa pode vir a ser uma lider carismático desde que se disponha a estudar e compreender os mecanismos que regem (controlam) as comunicações humanas inter-pessoais.

COMO FAZER

Comece a aprimorar o seu carisma próprio em atividades simples como cumprimentar as pessoas.

Em vez de cumprimentar com "Olá, bom dia, você vai bem?" experimente passar a cumprimentar com "Olá, bom dia, como você estã?'. E se coloque na posição de ouvinte. Encare a pessoa como um ser que acordou, escovou os dentes, que teve dúvidas quanto à camisa ou blusa que iria usar no dia de hoje. Que talvez tivesse a dúvida se alguém iria notar, ou elogiar aquela blusa que ela estaria usando.

Experimente fazer algum tipo de elogio. Algo como "Vejo que você está bem". Espere a resposta. Se ela disser "Na verdade não está tudo bem", não entre na conversa dela. Retruque imediatamente com "Então você disfarça muito bem".

Estas são, aparentemente, atitudes pequenas e sem muito significado, entretanto são atitudes muito significativas, muito positivas que vai promover a aproximação entre vocês.

Mais tarde, quando vocês se despedirem, você se sentirá mais leve, mais positivo, mais importante. Verá que a vida é bela, que existem momentos de alegria até em pequenas coisas como um simples cumprimento matinal.

 

Veja mais sobre Capacitação em Liderança em:
Gato_42.gif (19003 bytes)
Veja mais sobre o processo de aprendizado em:
Pato_04.gif (9403 bytes)

 

Esta é uma página pessoal que contém uma opinião essencialmente pessoal a cerca do tema Emoção.
As opiniões são, no fundo, "provocações" feitas aos nobres companheiros rotarianos e são baseadas em contatos, estudos e experiências pessoais e vale-se da liberdade proprocionada pela WEB. Ninguém é obrigado a aceitar, nem se pretende afirmar que as opiniões aqui colocadas sejam verdadeiras. Agora, se você gostou, pode imprimir, copiar e divulgar à vontade.
Roberto Massaru Watanabe
membro do Rotary Club de São Paulo - Tatuapé - EMAIL: robertowatanabe@rotary4430.org.br. Watanabe é engenheiro e como tal participou do projeto das grandes obras da engenharia nacional como a Rodovia dos Imigrantes e as hidrelétricas de Ilha Solteira, Itaipú e Tucurui. Nesses empreendimentos, adquiriu muita prática na organização e condução de grandes equipes.

RMW\GEROI\emocao.htm em 22/04/2006, atualizado em 22/05/2009 .

    RMW-4787-12/04/2024