Prezados companheiros do grupo GEROI-Brasil: logoGEROIpequeno.JPG (7568 bytes)

FotoRMW.jpg (2736 bytes)

TEMA: ESCOLINHA ROTÁRIA

Eu tenho andado muito por aí e observado que

alguns clubes e alguns distritos têm tido uma grande preocupação com a formação rotária dos companheiros e se valem de diversos tipos de expedientes para formar, para transformar o simples cidadão num autêntico lider rotário. Cursos, Fóruns, Paiéis, Palestras, Pílulas e outras iniciativas.

O Rotary é como se fosse uma Doutrina e é constituído de diversos Preceitos Rotários como o Objetivo, a Filosofia, o Princípio das Classificações, a Prova Quádrupla e a Declaração para Executivos e Profissionais.

É claro que ninguém nasce sabendo. Então precisamos aprender. O que é mais importante: Ensinar ou Aprender? É claro que é APRENDER. Alguns diriam "ora, eu consigo aprender sozinho", mas autodidatismo é rara excessão. A grande maioria das pessoas precisa que alguém se disponha a ensinar para daí acontecer um Processo de Aprendizado. botaoVPQ.GIF (1242 bytes)

Sou professor há 40 anos e já dei aula em ginásios, colégios e faculdades (atualmente sou professor de pós-graduação na UNICAMP). Ora, dar aulas para crianças e adolescentes é bem diferente do que dar aula para adultos. O próprio Rotary faz essa diferenciação e tece profundas considerações no Manual do Instrutor [246-PO]. Quem não tem esse manual poderá tê-lo agora e de graça botaoquerocopia.jpg (1294 bytes).

Além das características de aprendizado dos adultos, as pessoas possuem índoles diferentes e o Objetivo do Rotary será alcançado de formas diferentes, dependendo da índole de cada um. botaoVPQ.GIF (1242 bytes)Se não houver o respeito, se não se considerar a índole de cada um dificilmente se conseguirá eficácia em nossas Ações Rotárias pois todo trabalho em Rotary pressupõe a realização em Equipe. botaoVPQ.GIF (1242 bytes)

Outro fator que devemos sempre considerar é o estágio de compreensão de cada um com relação aos preceitos rotários. botaoVPQ.GIF (1242 bytes)

Como qualquer processo de ensino, as Escolas Rotárias deveriam prever, acompanhar e avaliar o progresso dos alunos. As técnicas pedagógicas a serem adotadas devem ser periodicamente avaliadas à luz da sua eficácia. Se o teu clube ainda não tem um Pedagogo no quadro social, esta é uma ótima oportunidade de colocar um. Além do Pedagogo, por tratar da educação de adultos, recomendo colocar também um psicólogo.

Eu acho muito triste ouvir que fulano está pedindo demissão do clube, depois de 20 anos de atuação, por problemas financeiros. Eu pergunto: Que raios de clube é este que não cuidou da melhoria da qualidade dos seus membros? Por que esse companheiro que quando entrou era um empresário razoável, não foi ajudado pelo clube a evoluiur e tornar-se um grande empresário? Não é o que aconteceu com Paul Harris quando foi trabalhar em Chicago? Perdido naquela imensidão precisou de uma rede de relacionamento para estabelecer-se profissionalmente.

Assim, sugiro que como diretriz, as escolas procurem responder às 5 perguntas clássicas da investigação que são: QUE, COMO, QUEM, QUANDO e PORQUE.

ESCOLINHA ROTÁRIA

GRADUAÇÃO - Formação completa em rotarismo, isto é deve haver uma evolução do nível dos alunos. "Fundamentalmente, o Rotary é uma filosofia de vida que que se propõe a solucionar o eterno conflito entre o desejo de lucro pessoal e o dever de auxiliar o próximo. Essa filosofia é a filosofia do servir, expressada pelo lema "Dar de Si Antes de Pensar em Si".

Na Escola Rotária, o aluno entra meio "pé de chinelo", "meio-empresário" e sai um ser humano completo, conhecedor, líder, competente e eficaz.

A Doutrina de Rotary deve ser claramente entendida e praticada na forma de Ação Rotária. O Conselho Diretor de RI recomenda a adoção da Escola Rotária na forma de Treinamento Especial. É o STAR - Special Training Action Rotary.

Tais Treinamentos são novidades introduzidas pelo Plano Estratégico, um plano de 10 anos de aplicação, baseado em Sete Metas e que prevê, na Quinta Meta:

"Melhorar a Capacitação e o Treinamento em todos os níveis".

Tal meta representa um importante passo, destinado a melhorar o desempenho dos rotarianos para as funções e necessidades da nossa organização.

É importante lembrar que o Rotary International é considerado uma organização bem estruturada, bem orientada e disciplinada, que tem no profissionalismo que procura imprimir ao seu estafe funcional um ponto de referência.

Além do Plano Estratégico, o PLC também recomenda os Treinamentos no seu item 9::

"Desenvolver um plano abrangente de Treinamento que possibilite que atividades de orientação sejam oferecidas regularmente aos novos sócios e oportunidades educacionais estejam disponíveis aos sócios atuais".

Os cursos prevêem diversos níveis evolutivos. As aulas são essencialmente teóricas mas as reuniões ordinárias e os projetos do clube são utilizados como laboratório onde vamos realizar as experiências práticas.

Um bom esquema de Escolinha é baseado em aulas mensais com 4 horas de duração cada. Total de 10 aulas, completando 40 aulas de formação, ao longo dos meses de agosto a maio.

Aprofundamento dos estudos a cada ano, prevendo-se 5 anos de formação rotária. É verdadeiramente uma "Escola", no sentido filosófico, formando Rotarianos, preparando-os, capacitando-os para a Ação Rotária. botaoVPQ.GIF (1242 bytes)

 Primeiro Nível

Nível de informação – O que É

No primeiro ano da Escolinha, o rotariano é considerado companheiro novo. Deve-se "sobrecarregá-lo" de atividades do clube, porém evitar de colocá-lo à frente de atividades de forte necessidades rotárias como Adminissão, Classificação e Fundação Rotária.

Pelas orientações do PLC, ele deve ficar, ao menos, dois anos como membro de uma comissão antes de assumir a Presidência desta comissão.

As orientações devem se limitar às definições e apresentação de exemplos e casos de sucesso. Basicamente, a preocupação é com o conteúdo. Desenvolver leituras da Literatura Rotária.

O aluno vai aprender o que é o Rotary, o que é a Fundação Rotária, quais as atribuições do Presidente, do Secretário, das Comissões do clube, etc.

Cuidado para não transformar as aulas em fórum de debates. As aulas devem ser ministradas por pedagogos, professores e profissionais experientes na arte de ensinar.

Segundo Nível

Nível de Articulação – Como Fazer

A capacidade de articulação, de motivação, de envolvimento são detalhes importantes na atividade pessoal, familiar e profissional de qualquer ser humano.

As orientações devem mostrar a forma com que a estrutura do Rotary utiliza as comissões e cargos do clube para exercitar a capacidade de articulação de cada rotariano.

Ainda nesse segundo ano do companheiro novo, deve-se evitar de outorgar-lhe maiores poderes ou funções de responsabilidade, pois é grande, ainda, a chance de cometer gafes, equívocos e outras atitudes que poderão oferecer melíndres aos demais. Lembre-se que o Rotary é uma organização de líderes e todo líder é meio convencido, cheio de si e muito melindroso.

O Padrinho e o Mentor Rotário devem estar especialmente atentos para aproveitar as oportunidades (principalmente nos erros) de mostrar a "falha" existente no companheiro novo.

Os alunos deixam de ter o comportamento tosco, próprio de um ser pouco evoluído e passam a agir de forma inteligente, civilizada e mais eficiente, humana, profissional.

Antes de sair brandindo aos quatro ventos que fulano está atrasado no pagamento das mensalidades, o Tesoureiro vai pensar e encontrar uma forma adequada para efetuar a cobrança e conseguir que o inadimplente pague os atrasados e não que peça demissão do clube. Muitos companheiros pedem demissão não pelo fato ocorrido mas por causa da "forma" com que o assunto foi encaminhado.

Nesse nível de articulação, o aluno aprende a responder à pergunta: "Muito bem, agora que já sei O Que deve ser feito, quero aprender COMO devo fazê-lo"

Terceiro Nível

Nível de oportunidades – Quando

Na vida, as oportunidades estão sendo mostradas a todo instante. Nós é que não as percebemos.

Nesse nível, aos alunos são apresentadas técnicas especiais que melhoram a sua pecepção quanto às inter-atividades entre partes e assim aguçar a sua visão para perceber as oporunidades. Uma flecha atirada, uma palavra dita e um momento perdido não voltam mais, nunca mais.

Dentro do clube ou fora dele (Clube Eficaz) o "recém –formado" deve ser colocado à prova, simulações medem a evolução da sua capacidade de percepção de oportunidades.

Deve haver uma vontade sincera do rotariano para submeter-se a esses processos, reconhecer as suas falhas e fraquezas e se dispor (com muita garra) a aprender as técnicas para melhorar a sua vida, a sua performance e seu caráter.  É uma fase difícil, trbalhosa e delicada mas deve ser encarada com naturalidade.

Planejamento, Condução e Motivação de Equipes, e outras ferramentas complementam a formação do aluno para melhorar a performance de equipes por ele comandadas.

Profissionais da área de motivação, auto-ajuda, neurolingüísitca, etc. como psicólogos, sociólogos e outros devem ser elencados no corpo docente.

Quarto Nível

Nível de Capacitação – Quem

Treinamento de Liderança

Não existe pessoa ideal para esta ou aquela função, assim como não deve haver discriminação do tipo "fulano só serve para aquela função". O verdadeiro líder deve apresentar um bom desempenho em todas as atividades.

Entretanto, líder não nasce feito. É preciso treiná-lo para esta ou aquela responsabilidade.

Oratória, Comunicação Interpessoal, Relações Públicas e outras matérias diretamente relacionadas com o desempenho pessoal do companheiro novo.

O aluno aprende as técnicas de Motivação de Equipes, como Conduzir uma Reunião, etc. e torna-se melhor pessoa, melhor profissional.

Aplicando os conhecimentos teóricos adquiridos na Escolinha e aplicando na gestão do clube, ele vai ver a efetividade das técnicas e vai sentir muita segurança, muita auto-confiança.

Vai aplicar essas técnicas na sua empresa e vai fazer a sua empresa ter um melhor desempenho e crescer.

Nesse nível, o rotariano que já era bom em algumas coisas, evolui, se completa e passa a ser bom em muitas coisas.

Profissionais da área de comportamentos como psicólogos, fonoaudiólogos, teatrólogos devem ser elencados no corpo docente.

Quinto Nível

Nível de Filosofia – Por quê

Por que fazemos o que fazemos.

Quais são os reflexos e conseqüências das nossas ações? Quando atuamos de forma exemplar ("pela conduta exemplar na sua vida .... "), o que acontece que isto traz melhorias para a nossa comunidade? "Será benéfico para todos os interessados?"

Devemos dar o peixe? Devemos ensinar a pescar? Por que será que eu tento, tento e tento ensinar a pescar e ele não consegue aprender? Dar o peixe não é solução, mas estou vendo que ensinar a pescar também não resolve. "Ao notar determinada carência pela qual a comunidade deva responsabilizar-se, o clube não deve tentar remediar a situação sozinho, procurando, em vez disso, despertar a atenção dos demais habitantes para o problema."

Qual é a estrutura de uma Comunidade. Quais são os poderes atuantes. Qual é o papel do Primeiro, Segundo e Terceiro setores.

Papel dos homens públicos. A ética na política. Alternativas para a melhoria da comunidade.

NOTA: Os níveis 1 e 2 interessam essencialmente aos rotarianos novos. Deve ser seguido o esquema apresentado no STAR - Special Training Action Rotary. Pode ser fornecido um diploma simbólico.

Os níveis 3 a 5 podem interessar também a pessoas da comunidade e poderiam ser abertos e cobrar-se uma taxa. Poderia ser chamado de Curso de Formação de Lideranças. Pode ser registrado no CFMO - Conselho Federal de Mão de Obra. Pode ser fornecido um diploma oficial.

VEJA ALGUNS CASOS PRÁTICOS:

Curso Intensivo de Formação Rotária no RC de São Paulo - São Mateus em maio de 2004

Treinamento de Capacitação em Rotary no RC de São Paujlo - São Mateus 2006-07

Curso: O que é e como orgnaizar uma Reunião Ordinária no RCSP - Cambuci em agosto de 2005

Treinamento de Capacitação em Rotary no RC de São Paulo - Artur Alvim 2003-04 - Primeiro Ciclo

Treinamento de Capacitação em Rotary no RC de São Paulo - Artur Alvim 2004-05 - Segundo Ciclo

FT-1 botaoQV.gif (478 bytes)

FT-2 botaoQV.gif (478 bytes)

FT-3 botaoQV.gif (478 bytes)

FT-4 botaoQV.gif (478 bytes)

FT-5 botaoQV.gif (478 bytes)

Treinamento de Capacitação em Rotary no RC de São Paulo - Artur Alvim 2005-06 - Terceiro Ciclo

Treinamento de Capacitação em Rotary no RC de São Paulo - Artur Alvim 2006-07 - Quarto Ciclo

Escolas Rotary do Distrito 4540

 

 

FT-6 botaoQV.gif (478 bytes)

FT-7 botaoQV.gif (478 bytes)

botaoQV.gif (478 bytes)

 

 

 

Esta é uma página pessoal arquivada na seção de arquivos do grupo GEROI-Brasil e contém uma opinião essencialmente pessoal a cerca de diversos temas.
As opiniões são provocações feitas aos nobres companheiros e são baseadas em contatos, estudos e experiências pessoais e vale-se da liberdade proprocionada pela WEB. Ninguém é obrigado a aceitar, nem se pretende afirmar que as opiniões aqui colocadas sejam verdadeiras.
Roberto Massaru Watanabe
membro do Rotary Club de São Paulo - Tatuapé
    RMW-2379-12/04/2024