Prezados companheiros do grupo GEROI-Brasil:logoGEROIpequeno.JPG (7568 bytes)

FotoRMW.jpg (2736 bytes)

A INTENÇÃO DA COMUNICAÇÃO

11/11/2007

logo2007.jpg (11787 bytes)

      Eu tenho andado muito por aí e observado que

algumas pessoas interpretam a comunicação levando em consideração apenas a frase pronunciada, apenas o que ouviu sem se preocupar como o contexto em que a frase foi emitida.

Recentemente tivemos uma troca intensa de interpretações quando foi discutida a "palavra certa" para identificar o distintivo rotário, a famosa Roda Denteada.

Analisei detidamente todas as contribuições que circularam no GEROI e cheguei à seguinte conclusão.

Devemos entender que “comunicação“ é a ação, o movimento, a iniciativa, o desejo de comunicar, de transmitir determinada informação, de causar determinada emoção ou de produzir um certo raciocínio.

Ao comunicar “fulano morreu”, talvez a intenção seja apenas de informar a morte de uma pessoa. É um texto que se dirige à sensibilidade.

Ao comunicar “na nova China, cada um dos 900 milhões de chineses foi incentivado a economizar 1 dólar por mês, o que representou 900 milhões de dólares”, talvez a intenção seja a de fazer as pessoas pensarem a respeito. É um texto que se dirige à inteligência.

Ao comunicar “quase 16 milhões de crianças na idade escolar estão fora das escolas” talvez a intenção seja a de provocar, não apenas uma indignação, mas uma inquietação que nos faça tomar alguma iniciativa para reverter tal situação crítica. É um texto que se dirige à vontade.

Para facilitar a comunicação, ou melhor, para focar com exatidão a nossa intenção, temos à disposição diversos fonemas, por que a comunicação falada precede a escrita, mesmo porque escrevemos o que falamos e falamos o que se escreve.

Diferente é a comunicação no oriente, onde encontramos uma linguagem falada e outra, totalmente distinta, que é a escrita. Lá o que se escreve não se fala e o que se fala não se escreve.

Dependendo, então, da intenção do emitente, podemos usar o termo “distintivo” querendo nos referenciar ao objeto que faz a distinção entre um membro de um grupo e outro. No meio de um grupo de pessoas, reconheço os rotarianos pois eles se distinguem dos demais pelo “distintivo” que usa na lapela.

Podemos também empregar o temo “alfinete” que tão bem descreve a peça de metal fina, comprida e aguçada. Ao encomendar a peça junto a um licenciado de Rotary, menciono “alfinete”, pensando na peça.

Outra alternativa é o termo “broche” que identifica uma peça do vestuário, um ornamento, uma jóia. Ao estar de saída para uma festiva rotária, pergunto-me: “já coloquei a safira?” pois trata-se de uma jóia de inestimável valor.

Já PIN, na conotação corrente nos EUA, é “destaque”. Uma valorização da pessoa. A pessoa conquistou e fez por merecer.

E BOTTOM é símbolo de filiação, de fidelidade. Numa campanha eleitoral, uso o bottom do meu candidato.

Rico é aquele que, conhecendo a etimologia das palavras, busca aquela que melhor representa o anseio do momento. Cabe ao receptor da mensagem a busca da compreensão da intenção do emissor e não modificar, desvirtuar ou adulterar, o verdadeiro sentido da ação de comunicar.

 

Veja mais sobre o processo de aprendizado em:
Pato_04.gif (9403 bytes)
Veja mais sobre o Trabalho em Equipe:
Pato_04.gif (9403 bytes)

 

Esta é uma página pessoal que contém uma opinião essencialmente pessoal a cerca do tema A Intenção da Comunicação.
As opiniões são, no fundo, "provocações" feitas aos nobres companheiros rotarianos e são baseadas em contatos, estudos e experiências pessoais e vale-se da liberdade proprocionada pela WEB. Ninguém é obrigado a aceitar, nem se pretende afirmar que as opiniões aqui colocadas sejam verdadeiras. Agora, se você gostou, pode imprimir, copiar e divulgar à vontade.
Roberto Massaru Watanabe
membro do Rotary Club de São Paulo - Tatuapé - EMAIL: roberto@ebanataw.com.br. Watanabe é engenheiro e como tal participou do projeto das grandes obras da engenharia nacional como a Rodovia dos Imigrantes e as hidrelétricas de Ilha Solteira, Itaipú e Tucurui. Nesses empreendimentos, adquiriu muita prática na organização e condução de grandes equipes.

RMW\GEROI\dozeetapas.htm em 07/10/2006, atualizado em 22/05/2009 .

    RMW-1807-25/10/2014