MINHA CÂMERA

É muito importante ter uma máquina fotográfica de qualidade e com muitos recursos para fazer uma boa perícia.

A fotografia é o Olho do Perito.

Nem sempre a fotografia é empregada como "prova" em uma perícia, mas serve como "testemunha ocular", isto é, o ôlho do perito, é o que o perito viu na vistoria. A fotografia em que aparece você, coloca você na cena do crime e prova que você esteve lá. Mostra o local e a circunstância em que você se encontrava em relação ao sinistro.

Como o próprio nome dá a entender, numa "vistoria" é importante o que o Perito viu, quando viu (instantes antes do desmoronamento, logo depois do desabamento), como viu (em que circunstância, estava chovendo, multidão enfurecida) e de onde viu (local em que estava em relação ao sinistro).

Existem peritos "folgados" que elaboram laudos sem ir ao local. Pegam fotografias tiradas por qualquer um e tecem comentários sobre a ocorrência baseando a sua opinião apenas olhando as fotos.

Muitas vezes, uma fotografia é útil para indicar o local exato. Por exemplo, veja a fotografia seguinte:

Se você disser que a válvula do hidrante está ao pé do "abacateiro", algum contestador vai querer brigar com você dizendo que na verdade não é um "abacateiro". Outro vai querer te desqualificar dizendo que você não é um "botânico" e não poderia fazer afirmações "levianas".

Quando ao exmo. sr. Juiz, pode acontecer de ele nunca ter visto na vida um "abacateiro" e não saberá identificar, na foto, qual das árvores é o "abacateiro" mencionado no laudo e cuja localização é crucial para o entendimento do caso.

Então, para evitar todo esse "bafafa", o laudo poderia se referir à fotografica e dizer que o hidrante está ao pé da árvore que aparece no lado esquerdo da fotografia. Simples e não dá margem a interpretações espúrias.

Desde que foi lançada em abril de 2012, eu tenho usado a câmera marca SAMSUNG modelo GALAXY EK-GC-100. No presente artigo eu vou chamá-la de Galaxy.

Trata-se de uma câmera fotográfica do tipo compacta.

Ser compacta e leve é importante numa perícia pois o Perito leva uma série de penduricalhos como gravador de áudio para produzir a anamnese, trena eletrônica, bússola, GPS para determinar as coordenadas, sacola, etc. Além disso em locais sob risco é imprescindível o uso de EPI.  Numa contenda judicial, o Perito precisa provar que obteve as fotografias de forma lícita, que não praticou a invasão de domicílio, que não se aventurou em locais perigosos, etc.

Vamos ver os príncipais recursos que esta câmera oferece para ajudar na perícia.

ZOOM:

O Zoom da Galaxy é super potente, 21X, totalmente ótico. Fixada sobre um tripé, pode tirar fotografias de longe com detalhes em altíssima resolução. Ótima para fotografias de sinistros em que não é possível chegar perto das partes sinistradas como enchentes, abertura de crateras e deslizamento de taludes.

COMANDO DE VOZ:

Você pode operar, para foto e vídeo, com a voz "gritando" SHOOT! ou RECORD! A minha só aceita comandos em inglês.

GPS

A Galaxy  tem um GPS interno. Na "propriedade" das fotos é gravado, além das coordenadas geodésicas (latitude e longitude) o nome do logradouro (rua, avenida, praça, etc.) e o CEP - Código de Endereçamento Postal.

Este recurso é muito importante para peritos muito ocupados que fazem muitas vistorias por dia e as fotos são "muito parecidas" e podem confundir as vistorias. Como eu tiro fotografias não só para compor o laudo mas também para eu mesmo me lembrar do local, das pessoas, etc. uma vistoria têm, comumente, 400 fotos ou mais.

O endereço do local pode aparecer na foto, ao lado da data e horário:

A imagem acima eu tive que tirar uma foto do visor da Galaxy com uma outra câmera pois este recurso de aparecer o endereço junto com a foto só existe na Galaxy. Procurei, mas não encontrei algum APP que consiga fazer isso no desktop. As datas que aparecem na foto não batem pois estavamos no horário de verão. Na Galaxy, a data é automática pela internet.

Diretrizes da Foto:

Para quem é "da antiga" e viciado na Nikon F2, Pentax, Canon, etc. máquinas em que a escolha de abertura, velocidade, contraste, etc. eram tudo feito na própria objetiva, a Galaxy oferece uma opção parecida onde no touch-screen você pode escolher.

MODOS DE OPERAÇÃO:

Os diversos modos de operação fazem com que a Galaxy ofereça um grande leque de opções para atender a necessidades específicas como avenida com trânsito intenso, grupo de pessoas exaltadas, trinca bem fininha, fim de tarde, contra-luz, etc.

Automático: É o modo padrão, atende a quase todas as situações.  Seu disparo é rápido e não é preciso pressionar o botão "até a metade" e ficar esperando a máquina ficar calculando foco, abertura, etc. antes de apresentar a luz verde. Em algumas situações é preciso tirar rapidamente uma foto depois da outra e o tempo que uma máquina comum leva para calcular essas diretrizes pode nos fazer perder detalhes importantes do sinistro. Na verdade, não é que não seja necessário esperar mas a Galaxy é tão rápida nesses cálculos que a gente nem percebe.

Melhor Foto: É um recurso em que Galaxy tira 8 fotos na sequencia com apenas um único clique. Locais movimentados com avenida com carros e pessoas passando na frente do objeto focado atrapalhando a visão. Com este recurso, você pode escolher, depois, a melhor foto.

Disparo Contínuo: A Galaxy vai tirando uma foto depois da outra enquanto o botão estiver apertado até o máximo de 20 fotos. Depois é só escolher a melhor. Um talude deslizando ou uma parede ruindo ou uma laje rompendo são situações muito rápidas e que é difícil acertar o momento exato para dar o clique. A Galaxy tira 20 fotos, uma depois da outra e todas são "fotos", diferente da alternativa de "filmar" em que havendo movimento as imagens ficam borradas e não dá para aproveitar a imagem como foto.

Melhor Face: A Galaxy tira 5 fotos de um grupo de pessoas. Como as pessoas estão em planos diferentes, os focos de cada um delas vai estar prejudicado. Então, a Galaxy mostra a foto do grupo com um quadrado em volta de cada rosto. Você deve tocar o quadrado do rosto que você deseja foco.

Além desses modos, a Galaxy oferece ainda Panorama, Noturno e Amanhecer.

Oferece também modos para os detalhes: Macro (bom para trinca pequena), Alimento (bom para detalhes coloridos como interface argamassa X bloco cerâmico), Festa e Silhueta (bom para atenuar contrates altos de luminosidade como foto interna de parede próxima de janela com o exterior muito iluminado).

 

Wi-Fi, Bluetooth e 3G:

A Galaxy oferece 3 opções de comunicação sem fio:

Wi-Fi no ambiente onde você está. A dificuldado do Wi-Fi em locais públicos é que precisa de senha.

3G:

No local da bateria, tem 2 slots. Num deles você pode inserir o Chip da operadora de telefonia celular que tenha conexão banda larga.

As fotos podem ser enviadas para a "nuvem" no instante que ela é tirada. Assim, se você deixar cair a máquina dentro da piscina não vai precisar se preocupar com as fotos tiradas pois todas elas já estarão salvas na nuvem. No meu caso venho usando o Dropbox que funciona muito bem. Ao retornar ao escritório não preciso ter a preocupação de transferir as fotos da Galaxy para o desktop pois todas as fotos já estarão no Dropbox.

Outra vantagem da nuvem é que em vistorias em locais distantes, posso ir analisando as fotos no notebook, no hotel, linkado na nuvem.

Se você não quiser ou não tiver o chip 3G, não precisa se preocupar pois a Galaxy irá fazer a transferência logo que detectar um rede Wi-Fi. Por exemplo, fizemos uma vistoria no "meio do mato" onde não tinha nem celular. A Galaxy vai armazenando as fotos no cartão SD. Logo que encontrar um rede Wi-Fi, ao retornar ao hotel por exemplo, a Galaxy começa a fazer a transferência para a nuvem mesmo que a máquina esteja desligada. Eu descobri isso sem querer. Havia feito uma vistoria numa mina de minério tântalo em São João Del Rei - MG e à noite, cansado, dormindo no hotel, eu ouvia uns CLICS e fiquei intrigado. Procurando, encontrei a Galaxy, dentro da bolsa, transferindo as fotos pelo Wi-Fi do hotel e a cada foto concluída ela emitia um CLIC.

Tudo isso, é claro, são opções selecionáveis no menu da Galaxy.

Bluetooth: Este recurso é usado para controlar a Galaxy remotamente. Exemplo, você quer tirar uma Selfie, isto é, você aparecendo. Só que o seu braço curto não é suficiente para conseguir enquadrar você e a cena do sinistro. Então você pode usar um bastão prolongador com controle remoto.

Outro recurso do Bluetooth é o controle remoto da Galaxy feito por outro aparelho android, o celular por exemplo. Você pode prender a Galaxy num Drome e controlar, para foto, zoom e vídeo a partir do celular onde graças a um APP android você vai ver no celular a imagem que a Galaxy está vendo lá do alto.

O cartão SD:

Um alerta para quem não conhece o mundo SD.

O cartão SD possui CLASSE e cada classe define a velocidade de gravação de dados no cartão.

·  Classe 2: atinge velocidades mínima de 2 Mb/s e é ideal para gravação de vídeos em definições-padrão. Se a qualidade final da imagem não é um problema para você, essa solução mais barata pode suprir as suas necessidades.

·  Classe 4: atinge velocidade mínima de 4 Mb/s e é o modelo mais indicado para gravação de vídeos em HD (resolução de 720p).

·  Classe 6: atinge a velocidade mínima de 6 Mb/s e também é indicado para a gravação de vídeos em HD. O ganho real em relação à Classe 4 é pequeno, mas na prática a versão garante um pouco mais de segurança para o usuário.

·  Classe 10: atinge a velocidade mínima de 10 Mb/s, sendo o formato mais apropriado para vídeos em Full HD (1080p).

·  UHS Speed Class 1: atinge a velocidade mínima de 10 Mb/s, mas seu uso é mais restrito. Ideal para quem pretende gravar vídeos de longa duração ou pretende fazer transmissões em tempo real

Veja um resumo:

CLASSE

VELOCIDADE DE GRAVAÇÃO

INDICADO PARA

2

2

 

4

4

Vídeo HD em 720

6

6

Vídeo HD em 720

10

10

Vídeo FULL HD em 1080

UHS CLASS 1

10

 

Então, se você é "rápido no gatilho" e tira muitas fotos rapidamente ou usa um daqueles recursos de pedir para a máquina tirar 6 fotos na sequência deve usar um cartao SD de alta velocidade, classe 10 ou HC classe I.

CUIDADO: O cartão SD e o cartão Micro SD são memórias do tipo "flash", isto é, é um componente eletrônico que consegue manter bits de informações graças à corrente elétrica. Quando a corrente elétrica cessa, o cartão perde todo o conteúdo da memória. Quem mantém a eletricidade é um condensador,  uma espécie de bateria interna, que é carregado quando o cartão é conectado a algum dispositivo eletrônico. A duração dessa bateria é grande mas não dura para sempre, de modo que você não deve usar o cartão SD como unidade de armazenamento permanente.

O melhor é copiar o conteúdo para um DVD.

 

 Catálogo das Fotos:

Para facilitar a localização das fotos, eu que sou da antiga, prefiro ter em mãos a foto impressa em papel. Mas, como são muitas, uso o recurso do programa PhotoScape que tem uma opão de impressão onde você pode escolhar o tamanho das fotos e também o tamanho das letras que identificam cada foto.

perde a sua efi

 

MAIS QUE UMA CÂMERA FOTOGRÁFICA:

A câmera Galaxy é mais que uma câmera. É um computador completo.

Não pode ser chamado de smartphone pois não faz ligações telefônicas. Embora aceite o chip da operadora de 3G, o Galaxy não faz ligação telefônica.

Seu sistema operacional é o ANDROID e isso abre um leque enorme de aplicativos que podem ser baixados.

Vou mostrar alguns dos APPs:

 

APP - Bússola.

Nas perícias até que é frequente precisar saber a direção norte/sul especialmente nas perícias que envolvem a trajetória do sol sobre insolação e salubridade.

O Android tem vários aplicativos que funcionam como bússola. O que eu, particularmente, uso muito é um aplicativo que aparece junto com a foto. Assim, fica gravada na própria foto a direção magnética.

 

APP NÍVEL DE BOLHA:

Nas Perícias de Entrega de Apartamento Novo (Termo de Recebimento de Imóvel) é importante medir o nível ou o grau de caimento de pias, piso do box, etc.

Antigamente a gente pedia para trazer um balde de água e realizava aquele teste muito empírico de ficar vendo prá-que-lado a água corria. Ridículo.

Com a Galaxy é possivel medir com exatidão a inclinação de paredes, de batente de portas, o caimento de pisos e o nível de pias, etc.

O aplicativo que eu uso chama-se Inclinômetro e pode trabalhar com 2 tipos de visores.

Um é o nível de bolha mesmo e é indicado para superfícies (pia, piso, etc.), aparece uma bolha que fica "fluando" e círculos concêntricos. O mais importante são os números que indicam em graus a inclinação e respectiva direção.

O outro visor, indicado para medir a verticalidade de paredes e portas, é uma escla circular com um visor central com o número da inclinação em graus.

A frente e as laterais da câmera Galaxy são retas é própria para este tipo de medição.

A calibração do inclinômetro é feito de forma automática com o aplicativo te orientando.

Você ainda insiste em usar aqueles arcaicos nível de bolha e prumo de corda?

APP MEDIDOR DE RUÍDO:

O aplicativo que eu uso, mostra, além do valor do ruído em decibéis, um gráfico de variação do ruído.

 

ORIENTAÇÃO PARA CHEGAR AO DESTINO

O Android oferece diversos aplicativos que indicam o caminho a seguir. Eu uso um que funciona com comando de voz (você fala o endereço destino). Ele mostra o caminho e até mostra os congestionamentos que existem no caminho e vai dizendo em viva-voz para seguir, entrar, etc.

Conectado do Bluetooth do carro, as orientações faladas são dadas pelo autofalante do carro.

 

 

CROQUIS DO LOCAL PERICIADO:

Nas perícias é comum necessitar fazer um croquis do local, dos recintos, com as dimensões, pé direito, portas e escadas.

O Android tem diversos aplicativos tipo Autocad que te ajudam a fazer plantas de casas.

Eu uso um APP denominado Magic Plan que faz, simplesmente, o seguinte:

1 - Tomar as medidas do recinto:

Você fica parado no cento do recinto e vai girando sem sair do lugar e vai clicando, sequencialmente, em todos os cantos e aberturas. Quando o canto não está visível, a Galaxy mostra eixos cartesianos ortogonais para você estimar mais ou menos onde está localizado o canto.

 

 

 

2 - Fazer o desenho;

Completanto da volta, o Magic Plan desenha, automaticamente a planta do local colocando todas as cotas.

Você não vai precisar mais de trenas, nem manuais e nem eletrônicas e nem a laser.

Em cima desse desenho você pode localizar os móveis:

 

 

Pode, também, indicar os pontos de luz:

 

 

No fim, você pode ter uma planta completa:

 

3 - Enviar para o Autocad.

O aplicativo tem também uma opção para gravar o desenho em formato DWG.

 

BATERIAS e cartões SD sobressalentes:

Com todos esses recursos, a Galaxy é uma câmera que precisa muita energia. Por isso é bom carregar várais baterias bem carregadas para não ficar a ver navios. Numa câmera que usa pilhas comuns do tipo palito, é fácil encontrá-las em qualquer supermercado ou padaria, no entanto, a bateria da Galaxy é especial dela e nenhuma outra bateria de toda linha de câmeras ou smartphones SAMSUNG serve nela.

Os cartões SD também é bom ter vários. As fotos até que não ocupam muito espaço, mas, de repente, você resolve gravar (filmar) a multidão, o resgate, o depoimento de testemunhas, a declaração de algum vereador que quer aparecer na TV. Ao adquirir os cartões não se esqueça da Classe do cartão.

Ter um Pen-Drive é também importante. Dentre os vários modelos de Pen-Drive, uso aquele que é USB de um lado e micro SD do outro. É acoplamento direto e não tem cabo.

Acomode baterias, cartões e pen-drive numa pequena bolsa, dessas que se prende na cinta e que tenha fecho tipo VELCRO pois você abre, acesso o interior e fecha tudo com uma mão só sem nada engripar. Na hora da pressa isso é importante. Lembre-se sempre da Lei de Murph: Se há chance da bateria da câmera acabar, podes crer que ela vai acabar justamente naquele momento único do desmoronamento que você achava que estava para acontecer.

 

POR FIM ...

Por fim, um detalhe importante que é o nome do arquivo.

As câmeras digitais gravam o arquivo de fotos com um nome do tipo DSCxxxxx, isto é um nome composto por uma sigla e um número seguencial que você pode controlar.

Na Galaxy, o nome do arquivo é automático e é determinado pela data e pelo horário. O nome do tipo AAAAMMDD_HHMMSS.JPG.

É um nome longo e quando você pede para um laboratório fotográfico produzir cópias, a máquina de copiagem do laboratório corta o nome nos primeiros 8 caracteres. Então as fotografias recebidas, que tem o número impresso no verso, vem todas com o mesmo nome de arquivo, isto é, 19112014.JPG por exemplo.

Procurei na internet algum aplicativo que mude de forma automática o nome dado pela Galaxy em algum outro padrão que eu tenha controle mas não encontrei nada.

Então, resolvi eu mesmo desenvolver um aplicativo.

O aplicativo RENUMERA.EXE transforma o nome dos arquivos de uma pasta, mudando o nome de AAAAMMDD_HHMMSS.JPG  para  DDHHMMSS.JPG.

 

O aplicativo de nome renumera.exe tem 1,08 MB de tamanho e pode ser baixado aqui .

Baixe o aplicativo, salve-o numa pasta. Depois copie-o na pasta onde estão as fotos. Para segurança, mantenha uma cópia das fotos em outra pasta. Rode o aplicativo e você verá que todos os arquivos terão os nomes alterados.

 


 

 

NOTA IMPORTANTE: As dicas acima são meramente ilustrativas, não é merchandising da SAMSUNG e só tem valor didático. Pelo aspecto pedagógico envolvido, as matérias e figuras podem ser livremente copiadas, impressas e distribuídas - Só não pode ser pirateada, isto é, copiar e distribuir como se fossem de sua autoria.

RMW\pericias\CameraGalaxy.htm em 28/03/2013, atualizado em 20/11/2014.