Pessoa_045.gif (10155 bytes) logo1.JPG (17268 bytes)

FotoRMW.JPG (20117 bytes)
by WATANABE

Tenho visitado muitos Rotary Clubs e, nas minhas andanças pelo Brasil, constatei que muitas pessoas não sabem falar, usam mal o aparelho fonador, forçam a garganta, ficam roucos e não conseguem articular corretamente todos os múculos que fazem parte do aparelho fonador. O resultado é uma voz feia, fraca e difícil de entender.

O Rotary International é uma organização de líderes e nas reuniões ocorrem palestras esclarecedoras proferidas por profissionais especializados nos temas que apresentam.

É muito importante que o palestrante tenha domínio completo do Aparelho Fonador para que a sua mensagem seja produzida, conduzida e assimilada com eficácia. O Aparelho Fonador é como um Sistema de Áudio - precisa ter um som de qualidade do tipo Hi-Fi para que as pessoas fiquem prestando atenção e consigam ouvir com clareza.

Procurei um site médico na internet e não encontrei um que explicasse, claramente, como a voz é produzida e como ela deve ser emitida para sair límpida, clara e potente.

Então, estudei o assunto e resolvi montar este site com algumas dicas para você melhorar a sua voz. Como o assunto é extenso, vamos por partes ...

1 - AS PARTES DO APARELHO FONADOR:

O nosso aparelho fonador é constituído pelas seguintes partes.

aparelho.JPG (46873 bytes)

1 - CAVIDADE NASAL
2 - FOSSA NASAL
3 - BOCA
4 - LARINGE
5 - TRAQUEIA
6 - PULMÕES
7 - DIAFRAGMA

A Cavidade Nasal é onde o ar é filtrado. Os alvéolos onde é feita a troca gasosa é uma membrana muito delicada e qualquer partícula, pequena que seja, pode prejudicar o seu funcionamento.

Por isso, o ar deve ser filtrado.

Os furos da narina produzem jatos de ar que são jogados contra as paredes da cavidade nasal. A cavidade nasal possui os Cornetos Nasais que são dobras que forçam o ar a turbilhonar entrando em contato com uma gosma pegajosa denominada muco nasal.

Qualquer partícula sólida de pó, fuligem e areia ao esbarrar no muco grudam nele. Para melhorar a eficiência dessa captura, há também cílios nasais. Além de filtrar o ar, a cavidade nasal aquece e umidifica o ar para facilitar as trocas gasosas que irão acontecer dentro do pulmão.

Devo lembrar também que na cavidade nasal encontram-se as Células Sensoriais que tem a finalidade de sentir o cheiro.

A Fossa Nasal é um trecho de tubo que liga a cavidade nasal com a laringe e ajuda a produzir os sons nasais como os NAs.

A Boca é onde o som produzido na Laringe é enriquecido com os harmônicos que vão clarificar, isto é, tornar clara a sílaba que desejamos pronunciar.

Um som como o AAAA ... produzido na laringe, é modificado para se transformar no BÁ, CÁ, FÁ, MÁ, etc. Diversos músculos da boca com a ajuda dos dentes transformam o AAAA nas sílabas diferentes como CASA, CAPA, CAMA, CALA, etc.

Uma pessoa que não tenha domínio total sobre cada um desses músculos da boca terá a sua dicção prejudicada.

ATENÇÃO: O que você ouve não é igual ao que as pessoas ouvem!

A primeira preocupação do bom orador é com a CLAREZA da sua fala. As sílabas que estou pronunciando está sendo ouvido com a devida clareza?

É difícil a gente descobrir isso pois quando falamos, o som vai direto da garganta para o ouvido, isto é, a nossa audição é direta enquanto que o que as pessoas ouvem é indireta, isto é, a voz precisa ser transformada em uma onda sonora, caminhar pelo ar, atingir o tímpano da outra pessoa e conseguir fazer a membrana do tímpano vibrar o suficiente para criar o impulso de um bom som dentro do cérebro de cada uma daquelas pessoas que nos ouvem.

Veja as partes de nossa boca:

boca.jpg (49743 bytes)

Fazem parte da boca a língua, os dentes, o palato duro, o palato mole e os lábios. Todas essas partes são importantes na produção dos fonemas.

A Laringe é onde estão situadas as Cordas Vocais ou Dobras Vocais ou Pregas Vocais.  Para que os sons sejam produzidos, necessita-se de um espaço o que é garantido pela Cartilagem Tiróide que forma uma pequena câmara. Essas cartilagens são lâminas justapostas. Nos homens, essa cartilagem forma a proeminência laríngica ou pomo de Adão. Todas as cartilagens que formam a laringe são revestidas por um tecido especial denominado Epitélio Mucociliar e é rico em muco e cílios.

O muco tem a finalidade de reter partículas sólidas, poeiras, fumaças etc. que podem prejudicar os pulmões. Os cílios são pequenos pêlos cravados para cima e que são dotados de movimentos. Ao se movimentar, os cílios conseguem empurrar a sujeira para cima até a epiglote de onde são eliminadas para o esôfago.

Os sons são produzidos nas cordas vocais quando o ar passa por aberturas dotadas de pequenos músculos que a gente controla e que vibram cerca de 150 vezes por segundo nos homens e 250 vezes por segundo nas mulheres.

A Traquéia é um tubo que liga a laringe aos pulmões.

A traquéia, como a laringe, também é revestida pelo tecido Epitélio Mucociliar. Então a traquéia também ajuda a filtrar o ar e os cílios ajudam a expelir a sujeira.

A traquéia é mais conhecida pela operação de traqueotomia que a gente assiste nos filmes onde o médico enfia um tubo plástico na garganta para permitir que o ar entre diretamente nos pulmões quando a pessoa tem algum problema na laringe, faringe, boca ou nariz que impeça a entrada de ar.

Os pulmões é onde ocorrem as trocas gasosas. Muitos pensam que temos 2 pulmões, mas na verdade temos 5 sacos pulmonares, 3 do lado direito e 2 do lado esquerdo.

O Diafragma é o músculo que faz a respiração acontecer. Este músculo, ao se contrair e expandir vai puxar e empurrar o pulmão fazendo com que ele se encha e esvazie.

É também o diafragma que é responsável pela Potênica Sonora.

Como todos sabem, o som é energia sonora. Energia esta que precisa sensibilizar o tímpano das pessoas. Se você está falando para duas ou três pessoas, não precisa de muita energia na voz para que todas o ouçam bem.

Entretanto, se você está falando para 40 pessoas vai precisar imprimir muito mais energia na voz para que todos consigam ouvi-lo.

A maneira usual para colocar mais energia na voz é utlizar-se de um amplificador, que como o próprio nome dá a entender, amplifica ou seja coloca mais energia no som.

 

2 - ALGUNS PROBLEMAS NO APARELHO FONADOR:

IMOBILIDADE CILIAR

Os cílios localizados na Traqueia e na Laringe têm a função de levar para fora a poeira retida no muco. Levar para fora significa levar para cima, na direção da faringe.

Lembre-se que entre a faringe e a laringe existe a epiglote que é aquela válvula que muda a direção das coisas, isto é, quando respiramos a epiglote está aberta para a laringe e quando engulimos a comida está aberta na direção do esôfago.

Com pequenos movimentos imperceptíveis, os Cílios do Epitélio Mucociliar vão "empurrando" a sujeira para cima.

Várias doenças podem afetar o movimento desses cílios. Síndrome de Kartagener, Síndrome da Imobilidade  Ciliar e Discinesia Ciliar.

CAPACIDADE PULMONAR

A vida moderna produz aparelhos que substituem a nossa força. Assim, usamos cada vez menos a nossa energia para fazer as coisas.

Os pulmões fazem parte do circuito da força do nosso organismo. A vida moderna nos permite gastar menos energia. Com isso, todas as partes do circuito de energia vai diminuindo a sua respectiva capacidade. O mesmo acontece com os pulmoes. O ser moderno precisa de menos oxigênio que o ser primitivo. Então é natural que os nossos pulmões, inicialmente projetado para perseguir javalis, seja menos utilizado.

Outro fator que diminui a capacidade pulmonar são os tecidos adiposos que crescem principalmente pelo sedentarismo.

 

3 - DIFICULDADES AO FALAR:

IMOBILIDADE CILIAR:

Pessoas que não estão habituadas a falar, respiram quase que somente pelo nariz.

Como vimos, todas as partes do sistema fonador, desde a cavidade nasal até a traquéia, são revestidas de muco e cílios.

Obviamente, o nosso organismo não vai ficar produzindo mucos a torto e direito. Nas partes mais utilizadas existem mais cílios e se produz mais muco e nas partes menos utilizadas vamos ter menos cílios e menos muco.

Uma pessoa que fala pouco e respira principalmente pelo nariz vai solicitar mais da cavidade nasal. Os cílios da cavidade serão mais solicitados e também haverá mais muco na cavidade nasal. Os cílios das demais partes (laringe, traquéia) poderão até ficarem meio que atrofiados por falta de uso.

Quando esta pessoa é solicitada a falar, vai acontecer o seguinte:

A quantidade de ar que ela respira normalmente não será suficiente para produzir a fala. Então, o organismos passará a respirar também pela boca.

Nessa hora, vai entrar poeira pela boca que vai ficar grudada no muco da laringe e da traquéia. Os cílios dessa região, por não serem normalmente solicitados, estarão meio que atrofiados e meio preguiçosos e não vão conseguir expelir essa "grande quantidade" de pó. Então a pessoa tosse, que é a tentativa do organismo de levar a sujeira até a glote. Se a pessoa estiver numa tribuna proferindo uma palestra, alguém vai providenciar um copo de água até ela.

Se ela tomar a água é por que ela não conhece o seu aparelho fonador. A tosse está sendo provocada pela sujeita grudada no muco na laringe ou na traquéia. A água ao ser ingerida não vai passar nem pela laringe e nem pela traquéia.

CAPACIDADE PULMONAR:

As pessoas que são super modernas preferem utilizar a energia das máquinas e usam menos as suas próprias energias musculares. Desse modo, seu organismo vai ficando meio que preguiçosos e até atrofiados.

Além do mais deixam a barriga crescer acumulando muito tecido adiposo que ao crescer diminuem o espaço dentro do tórax.

Com isso, cai muito a capacidade pulmonar.

Mulheres não têm esse problema (do tecido adiposo) mas se obrigam a ter cintura fina. Combinado com a vontade de ter a parte de cima do tórax "projetado" para a frente, obrigam a parte de baixo dos pulmões a ficarem comprimidos.

Com isso, cai muito a capacidade pulmonar.

POTÊNCIA SONORA:

Som é energia sonora e como toda energia não se cria e nem se destroi apenas se transforma.

Então, quando queremos produzir a voz com bastante energia precisamos transferir energia para a voz.

O único músculo que dispomos no peito é o diafragma. É o diafragma que transfere energia muscular para a voz.

Vimos que o ser moderno não usa a parte de baixo dos pulmões. Os homens modernos não usam cerca de 1/3 dos pulmões e as mulheres quase metade.

Com isso, o diafragma não consegue transferir energia para a voz.

Essas pessoas, ao desejarem chamar a atenção de alguém distante, gritam. Gritam pois têm a impressão de estar falando mais alto. Lêdo engano. Ao gritar, forçam a passagem do ar pelas cordas vocais e com isso o ouvido vai ter a sensação de voz mais alta. A única coisa que conseguem ao gritar é ficar roucas pois essa voz, sem energia, não consegue chegar até a pessoa que está distante.

AUSÊNCIA GESTUAL:

Muitos de nós falam não apenas com a boca mas também com as mãos e também com o corpo. Nos dias de hoje, com a proliferação da informática e da telefonia celular, a nossa comunicação ficou desprovida dos gestuais. Às vezes vemos gente falando ao telefone gesticulando freneticamente como se isso fosse visível para a pessoa que está no outro lado da linha. Aliás, "linha" é palavreado da época em que o meu telefone era ligado ao outro por meio de uma linha (fio) elétrica.

Na comunicação presencial, nosso linguajar é mais econômico e às vezes mais pobre por que temos a possibilidade de fazer caretas, gestos, movimentos, indicações, etc.

Então, quando a comunicação é mais centrada no verbal (naquilo que se fala) devemos prestar mais atenção e tomar o cuidade de formular frases mais completas.

 

4 - AÇÕES PARA UMA MUDANÇA EFETIVA:

Somente exercícios musculatórios freqüentes e continuados poderão melhorar o seu desempenho ao falar.

CAPACIDADE PULMONAR:

Como vimos, a diminuição da capacidade dos pulmões estão relacionados com os hábitos da vida moderna. Se você deseja aumentar a capacidade pulmonar terá que fazer exercícios para isso.

Recomendo passar a praticar natação.

IMOBILIDADE CILIAR:

É uma idéia maluca, mas recomendo passar a respirar também pela boca. No início você vai tossir muito pois os cílios da laringe e traquéia não estão acostumados.

Recomendo passar a respirar também pela boca.

POTÊNCIA SONORA:

Aprender a "impostar" a voz.

Recomendo entrar para uma escola de Canto. Atenção! Não é um curso de música pois o objetivo não é aprender a cantar mas sim aprender a praticar aqueles exercícios respiratórios, de impostação de voz, de vocalização que tanto faz bem para a sua voz.

POSTURA CORPORAL:

Procure sempre que for falar, colocar-se em posição de tal forma que todo o seu sistema fonador fique livre.

Observe uma pessoa lendo. É muito comum a pessoa encostar o livro no peito e a cabeça virada para baixo vai estrangular laringe dificultando a saida da voz.

Então, se você foi solicitado a ler, coloque o livro à altura dos seus olhos e a boca voltada na direção dos ouvintes, como se você quisesse que os tiros de voz que saem da boca atinjam diretamente as orelhas dos que devem receber a sua leitura.

ATIVAÇÃO DA MUSCULATURA:

Demóstenes foi um político considerado um dos maiores oradores da antiga Grécia.

Como era gago, tinha dificuldade de falar com fluência. Então, desenvolveu uma série de exercícios para melhorar a sua fala.

Um desses exercício era falar em voz alta à beira mar com pedrinhas colocadas na sua boca.

 

5 - EXERCÍCIOS:

1 - Exercício do BRRRR para relaxamento labial.

Antes de entrar em cena, praticar este exercício.

Relaxar a musculatura dos lábios.

Situações de contrariedade enrigessem essa musculatura. Não é a "cara" que as pessoas fazem quando são contrariadas? Cerram os lábios.

Você chegou para fazer uma palestra mas teve alguma contrariedade quando estava estacionando o carro. Então os músculos dos lábios estarão meio que rígidos.

Relaxar a musculatura dos lábios (o de cima e o de baixo) e soltar o ar fazendo BRR, isto é, vibrando os lábios. Não se preocupe se sair espirrando saliva para tudo quanto é lado.

Fazer isso durante 10 segundos.

2 - Condicionamento dos lábios.

Pronucie bem alto BÁ. Prenda bem os lábios. Se for preciso prenda os lábios com os dentes e ao soltar o BÁ abra bem a boca.

Faça isso por 5 segundos.

Pronucie bem alto o PÁ da mesma forma que acima.

Depois intercale BÁ e PÁ por mais 5 segundos. BÁ, PÁ, BÁ, PÁ ....

Se você sentir que ainda não relaxou o suficiente, então faça mais 5 segundo intercalando o MÁ. BÁ, PÁ, MÁ ....

Se você continua sentido que ainda não relaxou o suficiente, então faça o exercício do I-U.

Pronuncie IIIII bem alto com a muculatura toda puxada e mostrando bem os dentes. Observe que a musculatura do pescoço se mobiliza toda.

Logo em seguida pronuncie UUUU bem alto e com um grande bico.

Daí pronucie alternadamente o III e o UUUU. IIII - UUUUU - IIII - UUUU ...

3 - Condicionamento Dento-Labial.

Pronuncie bem alto o FÁ.

A pronúncia do FÁ é feita apertando o lábio inferior aos dentes superiores. O lábio superior não participa da pronúncia do FÁ.

Algumas pessoas têm dificuldade de fazer esse exercício pois o lábio superior insiste em fazer parte. Se for o caso, segure o lábio superior com o dedo.

Algumas pessoas têm dificuldade de pronuciar o FÁ pois "vaza" ar pelos dentes.

Se você tem aberturas interdentais excessivas, consulte um dentista para corrigir esta falha.

Para aumentar o desempenho do exercício, prenda o ar mordendo com força o lábio inferior.

Alterne o FÁ com o VÁ.

4 - Exercício do RRRR para relaxamento da língua.

Da mesma forma que os lábios, a língua também fixa rija (dura) em certas circunstâncias.

Não é bom beber café amargo antes da palestra. As papilas gustavas de língua se fecham ao contato com o café.

Então faça 5 segundos de exercício do RRRRR...

5 - Condicionamento Línguo-Dental

Faça exercício do DÁ.

Aterne com o TÁ e com o NÁ.

6 - Condicionamento Línguo-Palatal

Faça exercício do LÁ. LÁ, LÁ, LÁ ......

Faça exercício do RÁ. Não é RÁ de rato mas sim RÁ de cara.

Alterne LÁ com RÁ.

Crie variações com o LHÁ e o NHA.

7 - Condicionamento Vibro-Lingual

Faça exercício do RRÁ. Agora sim com RRÁ de rato.

Fale alto e exagere no RRRRR antes de soltar o RÁ. Deixe e língua bem solta.

Procure pronunciar bem o R do final das palavras. DAR, MAR, etc. pronuncia-se MA-RR e não MA-HHHH.

8 - Condicionamento Palatal

Faça exercício do GÁ.

 

6 - LINKS INTERESSANTES:

Na INTERNET existem muitos viodeo s interessantíssimos sobre pronuncia. Veja, por exemplo, os vídeos do Arthur: http://www.youtube.com/watch?v=SI1uW2w9rZ4&feature=PlayList&p=F12F466D2AB02372&playnext=1&playnext_from=PL&index=8

Aquecimento da voz masculina - http://www.youtube.com/watch?v=-JmgjdeSJWY

Aquecimento da voz feminina - http://www.youtube.com/watch?v=Fpx11STsjc0&feature=related

Veja a versatilidade do aparelho fonador - http://www.youtube.com/watch?v=vUcLoXqKl5A&feature=related

 

\ET-11\fonador\fonador.htm em 09/03/2008, atualizado em 18/04/2014.

    RMW-21401-31/07/2014